uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Contas dos serviços municipalizados de Vila Franca foram aprovadas

Edição de 21.04.2004 | Sociedade
O relatório de gestão dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Vila Franca de Xira foi aprovado com os votos favoráveis do PS, a abstenção da CDU e o voto contra do PSD. As demonstrações financeiras mereceram o voto favorável e os elogios da CDU e a abstenção do vereador do PSD.Em 2003, o SMAS movimentou quase 15 milhões de euros (três milhões de contos), sendo quase 12 milhões para despesas correntes. A maior fatia foi para pagar a água fornecida pela Epal, da qual 26 por cento não foi facturada e apareceu na rubrica das perdas. O pagamento do pessoal absorveu a segunda maior fatia das despesas correntes. Nas despesas de capital, realce para a subida de 33 por cento do investimento na substituição de redes e equipamentos e em obras de raiz.O presidente do conselho de administração dos SMAS e vice-presidente da câmara, Simões Luís considerou um exercício positivo e enalteceu a prestação dos trabalhadores e a sua disponibilidade para fazerem formação. Das 49 acções previstas no PPI para 2003, só duas não se iniciaram e 39 foram concluídas durante o exercício. A oposição também elogiou os trabalhadores do SMAS, mas não votou a favor do relatório de gestão. José Neves da CDU considerou que “foi um bom exercício com uma execução financeira interessante”. O autarca lembrou que a câmara continua a ser o maior credor dos SMAS com uma dívida de 680 mil euros, enquanto que os consumidores privados devem 586 mil euros.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...