uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Ringue do bairro da Bolonha dá lugar a jardim

Ringue do bairro da Bolonha dá lugar a jardim

Câmara e Junta de Freguesia querem mudanças

O projecto tem opositores mas a câmara de Vila Franca de Xira e a Junta da Póvoa de Santa Iria garantem que têm a maioria do seu lado. O ringue do bairro da Bolonha vai ser desmantelado para dar lugar a um jardim.

Edição de 21.04.2004 | Sociedade
O ringue do Bairro da Bolonha, na Póvoa de Santa Iria, vai deixar de existir. A decisão é da Câmara de Vila Franca de Xira em resposta a queixas de moradores. No local irão surgir espaços ajardinados e um parque infantil. O projecto de requalificação engloba ainda a praceta Vitor Hugo.As queixas dos moradores têm mais de quatro anos e prendem-se com o barulho feito até altas horas da noite e com o estado de degradação do ringue. A autarquia promoveu um inquérito junto dos moradores e assegura que a maioria é favorável à reconversão do espaço. O ringue era utilizado para os jogos do Centro Popular de Cultura e Desporto (CPCD), localizado mas imediações do bairro. Segundo informação da Junta de Freguesia da Póvoa, quando a Associação passou a ter instalações próprias foi acordado que as mesmas poderiam ser utilizadas pelas crianças e jovens do bairro, gratuitamente, dentro de horários a estipular. O objectivo era a transformação do ringue num espaço ajardinado e a criação de lugares para estacionamento.O acordo foi estabelecido entre a Câmara de Vila Franca e Junta da Póvoa por um lado e o Centro. Mas moradores contactados por O MIRANTE garantem que nunca vigorou uma vez que sempre foi exigido pagamento pela utilização das novas instalações aos moradores do bairro da Bolonha. Apesar da presidente da câmara, Maria da Luz Rosinha, garantir que a maioria dos moradores aceita o fim do ringue, continuam a ouvir-se vozes discordantes. “Acho uma estupidez retirarem o ringue. O meu filho adora lá estar. Acho que com a cerca à volta as crianças ficam mais protegidas e abrigadas da estrada.” Disse a O MIRANTE , Ângela Sardinha, uma moradoras.“O ringue foi feito pelos moradores, há quase 25 anos”, recorda Alberto Pinto com nostalgia. “Sempre existiu e não é justo que agora desapareça. Revolta-me não poder ver os meus netos brincarem num espaço que viu crescer todas as crianças do bairro”. Aquele morador admite que os espaços verdes propostos pela Câmara são bem vindos desde que isso não implique o fim do ringue.Maria Elvira Camacho, que mora mesmo em frente ao ringue, optou por não responder ao questionário da câmara municipal, mas interrogada por O MIRANTE, acabou por dar a sua opinião. “Acho que o bairro tem poucos espaços verdes e que o local do ringue está mal aproveitado. Mas se as redes forem reparadas as bolas já não incomodam”.Antes da actual decisão da Câmara Municipal foi a AATL (Associação de Actividades de Tempos Livres) da Bolonha que propôs a adaptação do ringue. Anabela Fernandes, coordenadora pedagógica da AATL, explica que a ideia era manter a zona de cimento para jogos tradicionais e a transformação do espaço envolvente em jardim, com árvores, bancos e mesas em toda a volta. “Ficaria uma zona toda ampla, sem vedações, e com um jardim agradável. E evitava-se a utilização para parque de estacionamento.”, explicou ao O MIRANTE. Nem a ideia da AATL, nem a da Junta de Freguesia foram em frente. Agora a Câmara parece determinada a avançar. A Junta de Freguesia apoia o projecto e quer celeridade. Resta saber se os moradores mais inconformados aceitarão as obras sem mais protestos.
Ringue do bairro da Bolonha dá lugar a jardim

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...