uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Amadeu, 28 ANOS, Rio maior

CROMOS DA BOLA

Amadeu é um dos avançados mais virtuosos dos clubes do distrito. Nasceu para o futebol nas escolas do União de Santarém, onde passou a sénior, e depois jogou em Coruche, Fátima e, actualmente, está ao serviço do Rio Maior. Presentemente é um dos melhores goleadores do distrito e ainda não perdeu a esperança de dar um salto para um clube com outras ambições.

Edição de 28.04.2004 | Desporto
O futebol é só um jogo, ou pela emoção que o envolve é mais que isso?É só um jogo, mas é verdade que há muita emoção a envolver os jogos.Marcar um jogo é a maior emoção de todas?Dentro do jogo é. Os jogos são feitos de golos e quando se marca um golo é uma grande alegria. Para mim é espectacular.Depois de marcar um golo alguma vez teve pena de um guarda-redes?Eles fazem o trabalho deles e eu faço o meu. Nunca tive pena de nenhum, antes pelo contrário.Quando marca uma grande penalidade olha o guarda-redes nos olhos?Eu não costumo marcar muitas grandes penalidades, mas quando marco, olho. É uma sensação estranha. A baliza parece que encolhe e é mais difícil para o avançado. Se o guarda-redes não defender, é normal, se o avançado falhar, cai-lhe toda a gente em cima.É dos jogadores que gostam de fazer os chamados túneis aos adversários?Para mim é uma finta do jogo como qualquer outra. Não faço com qualquer maldade, importante é passar o adversário e fazer o golo.Alguma vez lhe apeteceu dar um murro a um árbitro?Nunca. Tenho muito respeito pelos árbitros porque eles são humanos e quando erram, acho eu que não é por maldade.Quando vê jogos da SuperLiga tão maus não lhe dá vontade de ir lá e mostrar que faz melhor?Por vezes dá vontade. Isto no futebol é uma questão de oportunidades. Para mim já começa a ficar tarde para pensar nisso, mas todos os jogadores têm o sonho de ir mais além.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...