uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Quinze hectares de desporto e lazer para a região

Complexo desportivo dos Patudos, em Alpiarça, inaugurado no 25 de Abril

A Câmara de Alpiarça escolheu o 25 de Abril para inaugurar o complexo desportivo dos Patudos. E liberdade não irá faltar a quem frequentar os quinze hectares de espaços verdes, circuitos de manutenção, courts de ténis e ringues polidesportivos.

Edição de 28.04.2004 | Desporto
Alpiarça e toda a região têm, desde domingo, um amplo espaço de lazer e desporto, que nasceu na quinta dos Patudos. Ao todo, são cerca de quinze hectares de espaços verdes, circuitos de manutenção, courts de ténis e ringues polidesportivos. Um investimento de dois milhões de euros inaugurado pelo presidente da edilidade local, Joaquim Rosa do Céu, com a presença do secretário de Estado da Administração Local, Miguel Relvas.O complexo é constituído por dois campos de ténis de piso rápido, um ringue polidesportivo que permite a prática do futebol, basquetebol e andebol, além de um pequeno campo de futebol de relva sintética, que irá servir o futebol de formação, e circuitos de manutenção. Uma grande área verde que compreende cerca de 15 hectares de dimensão, enquadrada na paisagem da barragem dos Patudos, junto às piscinas municipais. Um investimento que só foi possível fruto da acção concertada entre a autarquia alpiarcense e a administração central, cada qual a suportar 25 por cento dos dois milhões de euros de custo do projecto, a par do financiamento do programa Valtejo, com uma fatia de 50 por cento.O presidente da Câmara de Alpiarça recordou a importância do legado de José Relvas para a concretização dos projectos de âmbito desportivo, considerando a nova infra-estrutura mais um passo na concretização do terceiro D do 25 de Abril, o desenvolvimento.“Além da Casa Museu dos Patudos, decorrem melhorias na barragem que vai receber a Taça Europeia das Nações em Maio, temos a reserva natural do cavalo do Sorraia e um complexo desportivo e de lazer que pretende servir a região e o país”, indicou Rosa do Céu, salientando de seguida o papel de Miguel Relvas na política de diminuição das assimetrias regionais e na descentralização.Um elogio que o secretário de Estado retribuiu, recordando que Alpiarça e o país são bem diferentes de há 30 anos, tendo registado um crescimento notório no capítulo desportivo, cultural e social. “Num país pessimista interessa relevar o que tem sido feito pelos autarcas, facultando aos cidadãos as mesmas oportunidades que existem nas grandes cidades”, sustentou Miguel Relvas. O governante deixou ainda um aviso aos adeptos da “cultura do individualismo”, referindo que deve haver uma boa gestão dos recursos, não devendo coexistir infra-estruturas similares em cada concelho, dando os exemplos dos limítrofes Almeirim e Chamusca.O complexo desportivo agora inaugurado vai crescer no espaço de dois anos com a construção de mais cinco campos de ténis em piso rápido e terra batida, um dos quais um court central com bancadas, apto a receber competições oficiais.Um projecto do árbitro internacional português Jorge Dias, no qual também será criada uma escola de âmbito regional e um centro de férias.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...