uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Riachense em férias

Rio Maior ganhou 5-1 e está cada vez mais perto dos lugares de subida

O Riachense não ganha há sete jogos e muitos jogadores parecem estar já em férias. Com tão pouca oposição, bastou ao Rio Maior uma exibição a meio gás para marcar uma mão cheia de golos a um Riachense completamente irreconhecível.

Edição de 28.04.2004 | Desporto
O Rio Maior não precisou de carregar muito no acelerador para levar de vencida um Riachense em final de época, com muitos jogadores claramente abaixo do valor que já demonstraram.Amadeu abriu a “porta” da baliza de Rui Galrinho logo aos dez minutos. O extremo do Rio Maior entrou pela zona central, levantou a cabeça para ver a posição do guarda-redes, correu dez metros e chutou com violência de fora da área, fazendo a bola entrar ao ângulo superior direito da baliza do Riachense. Um grande golo sem hipóteses para o guardião forasteiro.Mas esse foi apenas o princípio da derrocada da equipa de Riachos, que depois colaborou activamente nos dois golos seguintes dos riomaiorenses. Aos 12 minutos, Paulo Silva cobrou um livre directo junto ao bico direito da grande área, a bola bateu na barreira e entrou na baliza. Aos 33, Zé Artur chutou contra Ramalho numa altura que Galrinho saia a tapar o ângulo e a bola só parou no fundo das redes.Sem Conde e Chambel, lesionados, e com Bruno Lemos num dia desinspirado, o ataque do Riachense estava vazio de ideias e só por duas vezes João Paulo foi colocado à prova, respondendo bem em ambas as ocasiões.A segunda parte não mudou muito. Aos nove minutos, Ramalho teve um belo lance individual, passou por vários jogadores na zona frontal e rematou junto ao poste, fazendo o quarto golo da sua equipa.O Riachense marcou o seu único golo aos 18 minutos. Nuno Paulo entrou rápido pelo corredor direito, foi à linha e cruzou para a zona central, onde Cláudio, de cabeça, só teve de desviar. Desta feita foram os defesas do Rio Maior que ficaram a ver jogar.À entrada do último quarto de hora, Ramalho, o melhor em campo, voltou a abrir o livro. Assistiu Paulo Cardoso, que rodopiou sobre si próprio e rematou em arco ao canto superior direito, estabelecendo o resultado final.O trio de arbitragem não se notou.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...