uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Apostar numa marca para conquistar mercado

Apostar numa marca para conquistar mercado

Victor Manuel Marques Maria vai alterar denominação e fazer certificação da qaulidade
Edição de 28.04.2004 | Economia
A crise que se vive no sector da construção civil parece não afectar a Victor Manuel Marques Maria, empresa da Chamusca que se dedica à carpintaria. Talvez porque o empresário que dá nome à empresa teve visão de futuro e preferiu dividir a empresa em áreas distintas – a carpintaria tradicional, mais personalizada, a produção em série e o fabrico de mobiliário, feito ao gosto do cliente. Com a vantagem do reaproveitamento de todas as matérias-primas.Com uma carteira de encomendas confortável, onde pontificam obras como a construção do Sheraton Algarve, em execução, a Victor Manuel Marques Maria prepara-se agora para alavancar o negócio, diversificando a actividade e apostando na certificação de qualidade.A entrada no negócio da caixilharia de alumínio é um projecto adiado já há alguns anos e iniciado finalmente este ano. “Há muita gente a trabalhar o alumínio mas o nosso trabalho é diferente”, garante o empresário, especificando que, ao contrário da maioria das empresas do sector, a sua empresa trabalha com perfis de madeira grossa, com forte componente térmica e acústica, com o alumínio apenas representado em forma de forra exterior, para protecção do sol.É um produto diferenciado, para clientes específicos. A primeira obra feita pela empresa com este novo conceito foi um hotel, mas a Victor Manuel Marques Maria também aposta no mercado particular de gama média/alta. E não está arrependida. “Neste momento temos obras em carteira até final do ano”.Actualmente, o sector da caixilharia de alumínio está a trabalhar sob o mesmo tecto das restantes vertentes industriais da empresa, mas não por muito tempo. Há a perspectiva de ser constituída uma nova firma, vocacionada apenas para este negócio.Victor Maria refere que se quiser continuar a obter bons resultados e a ser ainda mais conhecido, há que evoluir. É por isso que em preparação está a alteração da denominação da empresa, passando a ser conhecida através de uma marca.“A ideia é criar uma marca, tendo por baixo o nome já existente”, referiu Victor Maria, adiantando que a empresa ganhará ainda maior projecção se deixar “cair” o nome que a associa a uma pequena empresa familiar.Com mais de meia centena de trabalhadores, a Victor Manuel Marques Maria tem negócios em todo o país, mas curiosamente pouco trabalho no Ribatejo. “Costuma-se dizer que santos da casa não fazem milagres”, diz meio a brincar o empresário, adiantando que 70 por cento do seu negócio é feito na zona algarvia.Onde aliás está neste momento a trabalhar num projecto de grande porte, que lhe tem dado grande gozo – diversos trabalhos de cobertura das áreas de restauração do Zoomarine, o parque de diversões aquáticas situado na zona de albufeira (Guia).A certificação da qualidade é outro projecto ambicioso a que a empresa se propôs. Porque as exigências do negócio são cada vez maiores e porque, mais uma vez, há que evoluir e antecipar estratégias.“A nova marca e a certificação de qualidade funcionará como uma porta aberta para o mercado”, finaliza Victor Manuel Marques Maria.
Apostar numa marca para conquistar mercado

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...