uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Voluntários de Coruche solidários com comandante demitido

Criticam forma “ligeira” como tudo se processou
Edição de 28.04.2004 | Sociedade
A Associação dos Bombeiros Voluntários de Coruche (ABVC) está solidária com o ex-comandante dos Bombeiros Municipais de Coruche (BMC), António Moreira da Silva, recentemente exonerado dessas funções pelo presidente da câmara.Num comunicado de sete pontos, a ABVC lamenta a forma “ligeira” como o presidente da Câmara de Coruche, Dionísio Mendes (PS), pôs fim a 40 anos de dedicação do ex-comandante ao serviço dos BMC e população do concelho. Situação que, para aquela estrutura representativa, não teve razões de fundo que a justificassem.A ABVC lamentou ainda que o líder da edilidade não tenha prestado, pessoalmente, qualquer esclarecimento aos bombeiros voluntários sobre a sua decisão, no que considerou ser “um desprezo por todos os homens e mulheres que, ao longo de dezenas de anos de actividade do corpo de bombeiros, têm trabalhado com reconhecida competência e abnegação em prol das populações do concelho”, pode ler-se no comunicado.Apesar disso, a direcção dos Voluntários de Coruche apelam à união de todos os bombeiros e à manutenção da serenidade, no cumprimento dos seus deveres e do juramento de bandeira, não tomando qualquer “atitude menos reflectida”. Exige ainda que da posição pública tomada pela associação, não haja qualquer aproveitamento político-partidário.Entretanto, o segundo comandante dos Bombeiros Municipais de Coruche (BMC), Manuel Maria Rodrigues, foi reconduzido no cargo no dia 19 de Abril. Manuel Maria Rodrigues colocou o lugar à disposição aquando da demissão do anterior comandante, António Moreira da Silva, mas foi, entretanto, convidado por Rafael Rodrigues, a reassumir as suas funções. O que sucedeu dia 19 de Abril.O processo de recondução do ajudante de comando, José Ribeiro Cunha, que também pôs o lugar à disposição na mesma altura, ainda está pendente, por questões processuais, mas deve tomar o mesmo caminho. Presidente estranha O presidente da Câmara de Coruche manifestou a sua “admiração e estranheza” pelo comunicado da Associação de Bombeiros Voluntários de Coruche (ABVC) no qual aquela instituição critica fortemente o autarca pela demissão do anterior comandante dos bombeiros municipais, António Moreira da Silva.Para Dionísio Mendes, não existe qualquer notícia de descontentamento entre o corpo de bombeiros voluntários, como se refere no comunicado. “Mas mais estranho ainda é que se afirme que não se teve conhecimento do processo de demissão do ex-comandante quando o presidente da direcção da ABVC acompanhou toda a situação desde o início”, afirmou, acrescentando de seguida já ter convocado uma reunião com a direcção e corpos sociais daquela associação.O edil estranhou também a reacção tardia da ABVC à demissão de Moreira da Silva, salientando que apenas surgiu 20 dias depois dos factos. E ironizou, ao concordar com o penúltimo ponto do comunicado, no qual se “exige” que não haja aproveitamento politico-partidário da posição da ABVC. “É precisamente o que está a acontecer”, acusou.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...