uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
No mundo das novas tecnologias

No mundo das novas tecnologias

Feira Digital em Torres Novas a 14 e 15 de Maio
Edição de 05.05.2004 | Economia
Um certame de âmbito nacional e internacional dedicado às novas tecnologias de comunicação vai ocupar o pavilhão da Nersant em Torres Novas, nos dias 14 e 15 de Maio. A Feira Digital, para além dos stands de exposição, inclui um seminário em que técnicos das maiores marcas internacionais vão demonstrar como funcionam e como se constroem portais.A Feira Digital, aberta ao público em geral e com entradas gratuitas, nasceu de um convite feito à Nersant - Associação Empresarial da Região de Santarém, pelos responsáveis do Programa Operacional Sociedade da Informação (POSI), para ser a entidade promotora de um encontro dos projectos da rede das cidades e regiões digitais de todo o país, dado que a Nersant foi pioneira na execução de um portal regional: Ribatejo Digital.Este portal permitiu delinear a utilização da internet na região pelos empresários: “Conseguimos verificar quantas empresas utilizam correio electrónico ou quantas têm páginas na internet. Ribatejo Digital vai entroncar em outros dois projectos – Lezíria e Médio Tejo – desenvolvidos pelas associações de municípios”, esclareceu Filipe Martins, director executivo da Nersant, durante a conferência de imprensa, realizada na sexta-feira, 30 de Abril, para promoção do evento.A dinamização tecnológica da região e a implantação de uma infraestrutura regional de acesso e partilha de informação para empresas através do portal Ribatejoempresas.com são os grandes objectivos da Feira Digital. “Mas o certame visa também ser um ponto de viragem para a concretização dos projectos ainda não iniciados”, adiantou Alexandre Caldas, director do Tagus Valley – Tecnopólo de Abrantes, em representação da Nersant.A nível do país existem 30 projectos de redes de cidades e regiões digitais que deverão estar concluídos até 2006, mas só 10 se encontram em fase de concretização.Para demonstrar a importância do recurso às novas tecnologias, decorre em simultâneo à Feira Digital um seminário que conta com a presença de especialistas e representantes das maiores marcas internacionais que demonstrarão como funcionam os portais, partindo de alguns exemplos de sucesso.Através do Ribatejo Digital, a Nersant pode concluir que existem dois factores determinantes para a escassa utilização da internet pelas empresas: a falta de formação dos recursos humanos e o custo da utilização da internet.Neste sentido propôs-se realizar um pacote de formação “muito ambicioso”, orçado em 500 mil euros para, no espaço de dois anos, “criar uma verdadeira revolução na capacidade das empresas desenvolverem a sua capacidade de acederem à internet”. O programa não foi financiado na totalidade e a Nersant apresentou um outro menos ambicioso.Quanto aos custos, a criação do portal ribatejoempresas.com fornece às empresas aderentes ao projecto o direito de estarem presentes no directório das empresas do portal, fazerem publicidade através de um banner, alojarem a sua página nos servidores da Nersant. A associação tem também uma equipa especializada para a criação de páginas.“Esta medida reduz substancialmente os custos, estes serviços passam de mais de 1.650 euros anuais, para uma ordem de grandeza de 500 euros anuais”, afirmou Alexandre Caldas. Apesar destas condicionantes a utilização da internet pelas empresas regionais tem subido significativamente. Segundo os dados da Nersant, em 2000 apenas 3 por cento das empresas tinham presença da internet, em 2002 essa presença ultrapassou os 13 por cento e as expectativas são que, no final de 2004, 32 por cento tenham aderido ao projecto. “A cumprir-se este objectivo esta região ficava 10 por cento acima da média nacional”, informa Alexandre Caldas.
No mundo das novas tecnologias

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...