uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Uma homenagem marcada pela polémica

Uma homenagem marcada pela polémica

Família de ex-autarca indignada com a forma de actuar da Câmara de Alpiarça

A Câmara de Alpiarça decidiu homenagear o seu primeiro presidente no pós-25 de Abril, mas esqueceu-se de consultar, ou pelo menos avisar atempadamente, a família do já falecido Carlos Pinhão Correia.

Edição de 05.05.2004 | Política
A família de Carlos Pinhão, o primeiro presidente da Câmara de Alpiarça após a revolução do 25 de Abril, entretanto já falecido, está indignada com a forma como o município preparou a atribuição do seu nome e do da esposa a ruas da vila. Clara Correia, filha de Maria Luísa Feliciano e dofalecido autarca que presidiu à comissão administrativa que geriu a autarquia até às primeiras eleições democráticas, não foi contactada sobre o assunto, tal como afirmou durante a última sessão da assembleia municipal. E, para cúmulo, só soube da homenagem através de uma carta da câmara que lhe chegou três dias antes iniciativa, marcada para 1 de Maio. Na missiva, entregue em mão por um funcionário municipal, é dito que os seus pais, pela “sua conduta de vida, merecem tal distinção”. E indica que da homenagem consta a colocação de placas toponímicas na Urbanização “Artur Carvalho” com os nomes “desses dois notáveis alpiarcenses”. A filha dos distinguidos não concorda com o dia escolhido, considerando que a melhor altura para homenagear os pais era no dia do concelho ou no 25 de Abril. Para Clara Correia, a escolha do dia do trabalhador “não é inocente”, explicando que o objectivo é retirar dignidade à cerimónia. “Como há actividades e manifestações em vários locais há muita gente, amigos dos meus pais, que não podem vir”, justificou. Clara Correia criticou também o facto de nunca ter sido contactada para se pronunciar se concordava com a distinção ou com a data escolhida. E disse estar indignada por só saber da iniciativa em cima da hora. “A minha irmã tinha uma viagem de trabalho a Bruxelas para esta altura”, sublinhou, acrescentando que as pessoas de Alpiarça não foram informadas devidamente, uma vez que os editais a dar conta do assunto só foram distribuídos no dia 28. O actual presidente da autarquia, Joaquim Rosa do Céu (PS), reconheceu na última assembleia municipal, no dia 28, que a distinção não terá sido organizada da melhor forma. E acrescentou que tinha a noção que a família já tinha sido informada antes. Carlos Pinhão Correia foi o primeiro presidente da Comissão Administrativa que regeu os destinos do concelho depois da revolução do 25 de Abril. Faleceu no dia 17 de Agosto de 1995 com 69 anos.Foi um destacado militante do PCP ao qual aderira em 1946. Pertenceu ao Comité Central do partido e foi funcionário político durante vários anos. No tempo da ditadura, destacou-se pelo combate contra o fascismo, tendo vivido na clandestinidade e estado preso durante três anos. Esteve ainda exilado em França na década de setenta.
Uma homenagem marcada pela polémica

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...