uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Aeródromo de Santarém com pista asfaltada

Aeródromo de Santarém com pista asfaltada

Volume de tráfego aéreo pode aumentar oito vezes
Edição de 05.05.2004 | Sociedade
O aeródromo de Santarém vai, finalmente, ter a pista asfaltada. As obras de terraplanagem iniciaram-se a meio de Abril e o asfaltamento deverá ficar concluído até final deste mês, cumprindo-se assim um dos sonhos dos fundadores do Pára-Clube de Santarém, entidade responsável pela gestão daquela infra-estrutura.Além das melhorias no conforto e segurança das descolagens e aterragens, o asfaltamento da pista vai permitir que aterrem no aeródromo de Santarém aviões de maior porte. Até aqui os aviões a jacto, por exemplo, não podiam aterrar devido ao pó e os de turbo-hélice também sofriam danos devido às pedras que se levantavam.Além do asfaltamento, a dimensão da pista vai também aumentar e passará dos actuais mil metros para 1.200 metros. Com isto prevê-se que, numa primeira fase, o tráfego anual aumente de cinco mil para 40 mil aviões.A realização das obras nesta altura tem muito a ver com o facto do aeródromo de Santarém ser uma das três estruturas de apoio ao Aeroporto de Lisboa durante o Euro 2004, que começa daqui a pouco mais de um mês, a 12 de Junho.Os responsáveis do Pára-Clube de Santarém só irão conhecer os termos concretos do que lhes será solicitado durante o europeu de futebol no dia 14 de Maio, data em que está prevista uma reunião no Instituto Nacional de Aviação Civil. Segundo o presidente do Pára-Clube, Mário Santos, a inauguração do “novo” aeródromo de Santarém está prevista para final deste mês ou início de Junho, tudo dependendo da forma como evoluírem os trabalhos. A fase de regularização da pista e placa de estacionamento, com nivelamento através de tout-venant, deverá estar concluída a 10 de Maio, iniciando-se depois o asfaltamento.As obras de terraplanagem e asfaltamento do aeródromo de Santarém, que custarão perto de 357 mil euros, serão suportadas a cem por cento pelo Estado português e inserem-se nas contrapartidas negociadas na altura da construção da Ponte Salgueiro Maia, em que o Pára-Clube cedeu terrenos não só para a construção da travessia do rio Tejo como para a instalação de estaleiros.
Aeródromo de Santarém com pista asfaltada

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...