uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Dinheiro dos bairros das casas do povo fica em Benavente

Edição de 05.05.2004 | Sociedade
O ministro do Trabalho e Solidariedade Social garantiu que as verbas provenientes da venda dos bairros das casas do povo de Benavente e Santo Estêvão serão investidas em projectos de acção social nas respectivas localidades.Bagão Félix confirmou a intenção num audiência concedida ao presidente da Câmara Municipal de Benavente na quinta-feira, 29 de Abril. Segundo o edil, os mais de 500 mil euros provenientes da venda das casas de Benavente, que durante muitos anos estiveram depositados na Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Benavente, estão agora à ordem do Instituto de Gestão Financeira por decisão do Tribunal de Vila Franca de Xira. O ministro concordou que a verba seja aplicada em obras e equipamentos para a infância e idosos.A Creche e Jardim de Infância de Benavente, que solicitou apoio à segurança social, vai receber uma fatia para as obras da sua sede e para a aquisição de uma viatura. A Santa Casa da Misericórdia de Benavente receberá a outra parte para investir nas valências de lar, centro de dia e apoio domiciliário. As percentagens serão apreciadas em função dos projectos apresentados e do parecer do Centro Distrital de Solidariedade e Segurança Social de Santarém.Quanto ao Bairro da Casa do Povo de Santo Estêvão, o presidente da câmara disse que o ministro não se opõe que as verbas provenientes da venda das casas sejam canalizadas para a construção da creche da aldeia que já tem terreno e projecto. O MIRANTE apurou entretanto que nem todos os moradores têm condições para adquirir as casas e alguns reclamam o direito a continuar com o estatuto de rendeiros com rendas sociais como as que foram aplicadas nos últimos anos. O presidente da câmara disse a O MIRANTE que as casas serão vendidas a preços simbólicos. Segundo o autarca, quem não quiser ou não poder comprar a respectiva casa continuará numa situação de rendeiro nas mesmas condições que está, “à semelhança do que aconteceu com algumas famílias de Benavente”.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...