uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Entulhos depositados ilegalmente em Fátima

Edição de 05.05.2004 | Sociedade
Toneladas de entulhos resultantes da construção da nova basílica de Fátima, concelho de Ourém, estão a ser depositadas ilegalmente numa encosta da zona. A denúncia é feita pelo presidente da Liga para a Protecção da Natureza (LPN). José Alho garante que por dia são despejadas 500 carradas, transportadas em camiões, num terreno junto à estrada nacional que liga a vila à sede de concelho.José Alho diz que se trata de um atentado ambiental e social. Refere que existem vários pinheiros partidos devido às descargas e que as linhas de água estão a ser soterradas. Os caminhos que dão acesso às propriedades da zona, à saída de Fátima, estão também a ficar tapados com entulhos. Considerando que os entulhos deviam ser encaminhados para locais próprios, o presidente da LPN diz que se está perante um caso de prepotência. E exige que os inertes já depositados na encosta sejam retirados e encaminhados para locais próprios onde não afectem a vegetação e o habitat dos animais. A Câmara de Ourém já fez saber que vai notificar a empresa encarregue de fazer os desaterros para regularizar a situação. A autarquia admite ainda aplicar coimas e exigir a retirada dos entulhos do local onde têm vindo a ser depositados. Com um custo estimado em 40 milhões de euros, a nova basílica, designada por Igreja da Santíssima Trindade, está a ser construída entre a Cruz Alta e a avenida D. José Alves Correia da Silva. O templo vai ter capacidade para receber nove mil pessoas.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...