uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Incêndio misterioso no tribunal de Torres Novas

Edição de 05.05.2004 | Sociedade
Um pequeno incêndio deflagrou numa das salas do Ministério Público do Tribunal de Torres Novas na madrugada de segunda-feira, 3 de Abril. O alarme foi dado pelas empregadas de limpeza, cerca das seis da manhã, que chamaram de imediato os bombeiros e a PSP. O processo foi entregue à Polícia Judiciária.Os detectores de incêndio não funcionaram e até agora ninguém consegue explicar como começaram a arder “dois montes de papéis” colocados sobre um armário baixo numa sala da zona do Ministério Público. A janela desta sala, situada no primeiro andar da parte lateral do edifício, estava semi-aberta e desde sexta-feira que o tribunal estava fechado.“Era uma sala pequena, não sei como aconteceu e só soube do assunto quando cheguei cerca das nove horas”, disse ao nosso jornal o secretário do tribunal Joaquim Grilo, adiantando que o estrago ainda não foi avaliado. “Não posso dizer muito mais”, continua o secretário: “Eram papéis que estavam a arder. Esta é uma casa de papéis, mas não me parece que tenham sido destruídos documentos importantes”.Segundo os bombeiros tratou-se de um pequeno incêndio que podia ser apagado à mão, mas que já devia estar a arder há quatro ou cinco horas “em combustão lenta”. “Há com certeza papéis destruídos. Se são importantes ou não, não sei”, diz Arnaldo Santos que também não encontra justificação para este pequeno foco de incêndio.O espaço foi vedado, mas a meio da manhã de segunda-feira, no átrio do tribunal, ainda se sentia o cheiro a queimado.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...