uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Um pequeno grande atleta

Miguel Almeida é do Cartaxo e foi campeão nacional de triatlo em 2002

Miguel Almeida, de 11anos, natural do Cartaxo, sagrou-se em 2002 Campeão Nacional de Triatlo na classe de benjamins. Apesar do aspecto franzino, é um poço de energia e pratica duas horas diárias de natação, além de jogar futebol nas escolinhas do Cartaxo.

Edição de 12.05.2004 | Desporto
Com apenas 11 anos de idade, Miguel Almeida já foi campeão nacional de triatlo (2002), em benjamins, pelo Clube de Natação do Cartaxo (CNC), modalidade que conjuga a natação, o ciclismo e o atletismo. Óculos, touca, calções de banho, sapatilhas e capacete, além da bicicleta, compõem o seu equipamento para as provas. Nas provas de benjamins de triatlo cumpre-se, geralmente, uma piscina em natação, 600 metros de bicicleta e outro tanto de atletismo. Depois, é só dar o máximo. E a capacidade de Miguel Almeida levou-o, em 2002, a ganhar por cinco vezes e outras três a ficar no segundo lugar, em competições por todo o país. Com apenas um ano de idade começou a frequentar as aulas de natação para bebés nas piscinas da Quinta das Pratas, acompanhado da mãe e, desde então, não parou. Com dois anos já sabia dar as primeiras braçadas.Só em 2002 Miguel Almeida começou a entrar em competição na natação e no triatlo, sob a orientação do professor Vítor Mata, altura em que foi criada uma escola da modalidade do CNC.Ganhou o duatlo das Lezírias, na sua categoria, e foi a Grândola, Santiago do Cacém, Colares, Oeiras, Arganil, Avis, Campo Maior, Vila Viçosa e Monte Gordo (duatlo), onde nadou no mar pela primeira vez. Uma prova que lhe ficou na cabeça. “Nadei e quando sai corremos pela areia. Ultrapassei vários adversários porque era mais leve e fiquei em segundo, atrás de um espanhol”, recorda em pormenor.Apesar do título nacional, os troféus que ostenta com mais orgulho dizem respeito às duas vitórias e um segundo lugar na corrida da Liberdade, que celebra o 25 de Abril no Cartaxo, onde se cumprem duas voltas à pista de tartan. Uma arca na sala de casa ostenta orgulhosamente as dez taças e 24 medalhas conquistadas até agora. Apesar de já velhinha, a bicicleta levada de casa para as provas tem ajudado muito à conquista de vitórias. Apesar de alguns pais de atletas já compararem “brinquedos” de 1.600 euros para os seus filhos. Para manter a forma, Miguel Almeida, não precisa de treinar triatlo afincadamente. Durante a semana, treina duas vezes com o Sport Lisboa e Cartaxo, além do jogo de sábado, a par das duas horas diárias de natação no Ateneu Artístico Cartaxense. Além disso, ainda vai e regressa todos os dias a pé para a escola.Aluno do quinto ano da Escola José Tagarro, Miguel Almeida revela-se um estudante razoável. “Durante o primeiro período tive só 3 e 4, mas no segundo fui-me abaixo em Ciências e História”, recorda, mas promete recuperar.Os pais de Miguel Almeida estão incondicionalmente a seu lado, acompanhando-o nas provas disputadas ao sábado, enquanto o avô segue-o para todo o lado. A mãe, Isabel Silva, reconhece que o filho faz um esforço muito grande no triatlo, mas apoia-o no que gosta de fazer. E os gastos não são poucos. “Em deslocações, refeições, dormidas gasta-se bastante dinheiro mas ele fica feliz”, refere.Em 2004, Miguel Almeida já é infantil de segundo ano, o que acarreta fazer distâncias maiores. Apesar de já não poder subir no ranking, por ter preferido o futebol ao triatlo, ainda pensa disputar algumas provas. A primeira das quais, no Cartaxo, em Julho.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...