uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Até amanhã camarada!

Até amanhã camarada!

Severiano Falcão morreu em Alhandra
Edição de 12.05.2004 | Política
Centenas de pessoas retribuíram a solidariedade de uma vida e participaram no funeral de Severiano Falcão, dirigente histórico das lutas anti-fascismo e do PCP. O lutador tinha 81 anos e não resistiu a um cancro. Depois de longos anos de sofrimento, faleceu na sua casa, em Alhandra, na quarta-feira, 5 de Maio. A morte chegou quando dormia ao lado da sua companheira Beatriz Falcão. “Despediste-te de nós durante o sono, tendo ainda tempo para um breve comentário ao 1º de Maio”, disse José Neves, dirigente comunista, vereador da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e amigo do malogrado resistente.Foi o autarca que fez o último elogio a Severiano Falcão na quinta-feira, 6 de Maio, com uma mensagem carregada de emoção e várias vezes interrompida pelos embargos na voz. “Estão aqui alguns das Juventudes Comunistas de 40, quando decidistes abraçar o ideal de toda uma vida e a bandeira que escolheste para te servir de mortalha”, referiu.A urna esteve coberta pela bandeira vermelha do PCP e no cemitério de Alhandra não faltaram os cravos vermelhos de Abril. Símbolo da liberdade, da qual Severiano Falcão esteve privado durante cerca de 15 anos. “Estão aqui inquilinos de Caxias, Aljube e Peniche, condomínios que habitastes durante quase 15 anos, prémio honroso conquistado pela determinação, tua e deles, na luta pela liberdade e melhores condições de vida”, disse José Neves.Severiano Falcão, operário na empresa Joaquim F. Santos e defensor dos trabalhadores, aderiu ao PCP em 1942 e foi funcionário do partido na clandestinidade até ao 25 de Abril. Em 1975, foi candidato à Assembleia Constituinte e ocupou o lugar de deputado pelo PCP até 1979. Nesse ano, foi eleito presidente da Câmara Municipal de Loures, cargo que exerceu até 1991 quando foi sucedido por Demétrio Alves.A autarquia de Loures, agora com maioria socialista, esteve representada ao mais alto nível e disponibilizou seis autocarros que transportam duas centenas de trabalhadores para assistir ao funeral. Pacheco Pereira e Arménio Santos (PSD), ambos vereadores da oposição quando Severiano Falcão foi presidente da Câmara de Loures, também se associaram à dor. O município de Vila Franca de Xira esteve representado pelos presidentes da câmara e assembleia municipais e autarcas de todos os quadrantes políticos.O secretário-geral do PCP, Carlos Carvalhas não esteve no funeral, mas passou pelo velório durante a manhã. O partido esteve representado em força com figuras como Jerónimo de Sousa, Vítor Dias, José Ernesto Cartaxo, Rui Brioso e ao antigo presidente da Câmara de Vila Franca, Daniel Branco.No meio da multidão, um grupo de velhos alhandrenses lembrou o menino franzino, o jovem lutador e o homem amigo da sua terra. Mesmo quando presidiu à Câmara de Loures, Severiano Falcão nunca deixou de apoiar as associações de Alhandra e, também por isso, os alhandrenses uniram as mãos e deixaram-lhe uma última ovação. “Aqui estamos, hoje, todos, contigo. Até amanhã camarada”, foram as últimas palavras do elogio.Nelson Silva Lopes
Até amanhã camarada!

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...