uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Bebeu detergente da loiça

Bebeu detergente da loiça

Jovem de Casal do Paúl, Almoster, sofreu queimaduras graves e continua internado

Uma garrafa de água vendida num café de Almoster continha detergente. O jovem que bebeu o líquido corrosivo está há mais de uma semana internado num hospital de Lisboa.

Edição de 12.05.2004 | Sociedade
Um detergente altamente corrosivo, habitualmente utilizado nas máquinas de lavar loiça, foi o líquido que o jovem Gonçalo Moreira bebeu do interior de uma garrafa de água num café de Almoster, Santarém, causando-lhe graves lesões no esófago e estômago. O caso deu-se no dia 4 de Maio e o jovem ainda permanecia, esta terça-feira, internado no Hospital de Santa Maria, embora livre de perigo.A Compal, que comercializa as águas Frize, mandou fazer análises ao líquido que estava no interior da garrafa e segundo os resultados dos testes, efectuados no Instituto Nacional de Tecnologia Industrial (INETI), a substância era a mesma que estava a ser utilizada no estabelecimento como detergente da loiça.“Tudo indica que foi transferida para a garrafa uma porção de detergente de um garrafão de cinco litros”, revelou ao nosso jornal o porta-voz da Compal, Salvador da Cunha, dizendo que a empresa não tem quaisquer responsabilidades no sucedido.A mesma fonte adiantou que a marca do detergente confirmou que a substância, altamente corrosiva, que se encontrava no interior da garrafa tinha as mesmas componentes do detergente.Salvador da Cunha adianta que em quase 100 por cento dos casos os incidentes deste tipo devem-se a operações de transvase de produtos tóxicos e corrosivos para recipientes vazios. A empresa já participou o ocorrido às autoridades locais.Gonçalo Moreira, 28 anos, operário na fábrica Avipronto, em Azambuja, e residente no Casal do Paúl, freguesia de Almoster, continua internado na unidade de cirurgia do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.O director clínico do estabelecimento hospitalar, Mendes Vale, adiantou a O MIRANTE que o estado de saúde do paciente “é estável e equilibrado”. Na quarta-feira, o jovem foi submetido a nova endoscopia para determinar a situação actual.O pai da vítima, António Moreira, confessa que nunca imaginou a gravidade da situação. “Quando me ligaram naquele dia achei que ele devia ter bebido alguma coisa sem ter almoçado. Nunca pensei que fosse tal coisa”, desabafou ao nosso jornal, garantindo que o jovem está a recuperar bem e mostra muita vontade de deixar o hospital.Na terça-feira à tarde, 4 de Maio, o jovem pediu uma garrafa de água na Sociedade Recreativa de Almoster, concelho de Santarém, e depois de utilizar um guardanapo para remover a tampa bebeu directamente da garrafa. Minutos depois foi transportado ao Hospital Distrital de Santarém até que acabou por ser transferido para a unidade de cirurgia do Hospital de Santa Maria, em Lisboa. O MIRANTE contactou o presidente da Sociedade Recreativa de Almoster, mas o responsável preferiu, de momento, não fazer quaisquer comentários.
Bebeu detergente da loiça

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...