uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Muitos projectos e poucas obras

Muitos projectos e poucas obras

Ordem dos Engenheiros debateu implantação do Plano Rodoviário Nacional no distrito de Santarém

Muitas obras em estudo prévio, outras em adjudicação e poucas em construção. Esse é o ponto da situação do Plano Rodoviário Nacional no distrito de Santarém. Boas notícias, só a conclusão da A 13 entre Almeirim e Santo Estêvão.

Edição de 12.05.2004 | Sociedade
As obras no troço da A 13 entre Santo Estêvão e Almeirim devem ficar concluídas até final do corrente ano. Essa foi uma das novidades revelada na sessão realizada no sábado pela delegação de Santarém da Ordem dos Engenheiros onde se fez o ponto da situação sobre o Plano Rodoviário Nacional (PRN) na região. E em termos de obra física pouco mais se adiantou. As variantes à EN 3 nas zonas de Portela das Padeiras e de Vale de Santarém ainda vão ter de esperar e os projectos referentes às possíveis três novas travessias do Tejo - na Chamusca, em Constância e entre Tramagal e Abrantes – encontram-se em fase de estudo prévio.O presidente da Câmara de Santarém não gostou das novidades para o seu concelho. Rui Barreiro considerou prioritárias a construção da variante à Portela das Padeiras e a ligação da A 1 à ponte Salgueiro Maiaa, gora que se aproxima a conclusão da auto-estrada A13 até Almeirim. O autarca diz que, nessa altura, todo o tráfego que vem da A1 para sul vai passar por Santarém e congestionar a circular urbana Rua O e a Portela das Padeiras. O que considera “inaceitável, não havendo soluções a curto prazo”, acrescentando tratar-se de uma manifesta falta de planeamento.Rui Barreiro criticou também o atraso na construção da variante ao Vale de Santarém, de ligação à ponte Salgueiro Maia, não compreendendo por que se deu prioridade ao avanço da variante entre o Cartaxo e a fábrica Ipetex.O director de Estradas de Santarém, Alcindo Cordeiro, reconheceu que a situação na rua O se irá agravar, acrescentando que o futuro já está a ser pensado. “Durante 2004 ficará concluído o projecto da variante à Portela das Padeiras, tendo a obra um prazo de execução previsto de cinco meses”, elucidou.Quanto ao nó de ligação da A1 à ponte Salgueiro Maia, Alcindo Cordeiro, esclareceu que o projecto se encontra em estudo prévio, admitindo que a construção da variante Vale Santarém - ponte Salgueiro Maia se encontra mais atrasada e sem data prevista, ainda que a tenha considerado uma prioridade.Em adjudicação, encontra-se a ligação de Santa Cita (Tomar) à A23, ao passo que a ligação Tomar-Condeixa, pelo IC 3, está em estudo prévio, bem como o troço do IC 9 entre Fátima e Alburitel.Boa notícia para Coruche, é a conclusão do IC13, entre Alcochete, Infantado e a vila do Sorria, prevista ainda para o primeiro semestre deste ano, enquanto o IC10 (Almeirim-Coruche) se encontra em fase de estudo prévio.O director do Departamento de Segurança Rodoviário do IEP, Paulo Marques, falou sobre a sinistralidade nas rodovias nacionais, focando a questão da travessia de povoações. “Soluções como rotundas e sinalizações, reduções da faixa de rodagem ou maiores cuidados na expansão urbana desses locais, ajudam a reduzir a perigosidade em localidades atravessadas por estradas nacionais”, exemplificou.
Muitos projectos e poucas obras

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...