uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Póvoa de Santa Iria quer travar dormitório

Póvoa de Santa Iria quer travar dormitório

Prioridade à requalificação e aos acessos

A requalificação urbana, a criação de novos acessos e a construção de espaços empresariais e de lazer são fundamentais para a renovação da Póvoa de Santa Iria. A freguesia não quer continuar a ser um dormitório.

Edição de 12.05.2004 | Sociedade
A renovação da Rua da República é a primeira obra de um conjunto mais vasto que irá alterar significativamente a freguesia da Póvoa de Santa Iria, no concelho de Vila Franca de Xira. A requalificação das zonas mais degradadas, a melhoria de acessos e a criação de zonas de lazer são outras intervenções projectadas que integram o Plano Estratégico Concelhio (PEC) de Vila Franca de Xira. Para os promotores do PEC, “e uma vez que já não se pode mudar o passado”, urge agora tentar arranjar soluções para o futuro de uma localidade que já tem 85 por cento do território para construção ocupado.A Câmara de Vila Franca de Xira pretende, com o apoio da Junta de Freguesia da Póvoa, começar a resolver alguns problemas de acesso e mobilidade dentro da cidade. A falta de equipamentos e espaços públicos de lazer e a degradação da zona histórica da cidade (mais conhecida como zona velha) são outros dos problemas a solucionar.Para além das obras de renovação da Rua da República, conhecida pela falta de estacionamento e as dificuldades que causa aos peões, a autarquia vai requalificar, a curto prazo, o ringue do Bairro da Bolonha. Para o seu lugar foi projectada uma zona de espaços verdes e um parque infantil.No rol das obras de requalificação da cidade, prevê-se ainda que sejam construídas as novas instalações da Junta de Freguesia, na Quinta da Piedade. Também a Ribeira da Covina, que ao longo dos anos se tem tornado um esgoto a céu aberto, será tratada e toda a zona envolvente transformada num parque público, com mesas e bancos convidando a um piquenique.Durante a apresentação pública do Plano Estratégico Concelhio na Póvoa, o executivo camarário aproveitou ainda para relembrar que vai divulgar brevemente um estudo sobre a zona velha da cidade. Estudo esse que consistiu na catalogação de todas as casas – incluindo o seu estado de conservação e número de habitantes – e que vai servir para a Câmara avaliar as necessidades da freguesia.Os proprietários podem recorrer a dois programas do Governo, o REABILITA e o SRU, para obterem apoios financeiros para recuperarem as suas casas. Ambos os projectos promovem a recuperação de espaços urbanos degradados, mas ao passo que as ajudas do primeiro só contemplam prédios para arrendamento, o segundo permite apoiar casas ocupadas pelos proprietários. As propostas do PEC para a freguesia da Póvoa de Santa Iria passam também por dotar a cidade de mais pontos de comércio e actividades empresariais, que sirvam os cerca de 24 mil habitantes da localidade. Com esta aposta, a Câmara espera vir a criar uma política de emprego na cidade e contrariar a ideia de que a freguesia não passa de um dormitório. A mudança na cidade vai levar o seu tempo e as obras vão trazer inconvenientes, mas os povoenses esperam que o resultado final seja compensador. Ligação da EN 10 ao IC2 é fundamentalAs acessibilidadesA mobilidade e segurança das viaturas e dos peões estão na primeira linha das preocupações dos estudos realizados na Povoa de Santa Iria. A primeira solução apresentada pelo vereador Ramiro Matos prende-se com a ligação da EN 10 ao IC2. Segundo o vereador, este nó, a ser construído perto do viaduto da fábrica da Solvay, facilitaria a vida a centenas de munícipes que diariamente perdem uma hora para percorrer cinco quilómetros na estrada nacional 10 para chegarem ao IC 2, que se situa a 200 metros.A curto prazo, prevê-se a construção do túnel das Bragadas, que vai permitir a ligação interna da Quinta da Piedade e do Casal da Serra ao nó da A1. As obras do viaduto do Forte da Casa, com as devidas correcções ao traçado, serão concluídas até Outubro.O vereador anunciou ainda a construção de duas rotundas na nacional 10 à passagem pelo Forte da Casa. Segundo o autarca, a circulação giratória vai melhorar a segurança e a fluidez do tráfego na zona.
Póvoa de Santa Iria quer travar dormitório

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...