uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Nuno Carapinha

“As pessoas já não estão para se sujeitar a qualquer tipo de trabalho. Há pessoas que estudaram para determinada área e querem exercer a profissão, mas vê-se com frequência gente que não tem emprego porque não está disposta a aceitar qualquer coisa”

Funcionário público, 26 anos, Aveiras de Baixo - Azambuja

Edição de 19.05.2004 | Agora falo eu
Valentim Loureiro deveria afastar-se da Câmara de Gondomar?Como ainda não foi considerado culpado penso que não há razão para que não continue à frente da câmara. Para todos os efeitos as pessoas são consideradas inocentes até prova em contrário. O alargamento da União Europeia vai ser benéfico para Portugal?Acho que sim. Passamos a ser 25 países e penso que isso pode contribuir para uma união maior. Para fazer frente a grandes potências como os Estados Unidos da América, por exemplo.Há demasiados imigrantes em Portugal? Penso que não. As pessoas dizem muitas vezes que os estrangeiros vêm ocupar os postos de trabalho que poderiam ser dos portugueses, mas em algumas áreas fazem muita falta porque nós nem sempre estamos dispostos a fazer tudo...Arranjar trabalho é uma questão de vontade?Cada vez mais. As pessoas já não estão para se sujeitar a qualquer tipo de trabalho. Há pessoas que estudaram para determinada área e querem exercer a profissão, mas vê-se com frequência gente que não tem emprego porque não está disposta a aceitar qualquer coisa.Era capaz de ir a pé a Fátima?Já me convidaram muitas vezes, mas tenho dito sempre que não. Provavelmente um dia perco a cabeça e aceito o desafio. Há muita gente que vai por convívio, mas penso que realmente a maioria vai para cumprir uma promessa.Portugal está preparado para uma nova onda de fogos?Para o nosso bem espero que tudo esteja preparado para enfrentar uma nova vaga de incêndios, caso isso venha a verificar-se novamente. De ano para ano as coisas têm tendência a melhorar e espero que realmente seja assim. Houve má coordenação no combate aos incêndios no ano passado?Quase todos os bombeiros são voluntários e quando estão a trabalhar acredito que o fazem de alma e coração. Penso que não será por aí. Por outro lado as condições climatéricas do Verão passado também não ajudaram muito. A educação sexual deveria fazer parte do currículo escolar?Acho que é sempre importante informar os jovens. Embora eu não acredite que haja falta de informação, porque hoje em dia se fala de tudo, penso que é bom sensibilizar os jovens para questões como a Sida e outras as doenças sexualmente transmissíveis. Seria capaz de receber um estudante estrangeiro em sua casa?Acho que até poderia ser uma experiência engraçada, como intercâmbio cultural, porque não? Mas se calhar eu não teria muito tempo para fazer de anfitrião e organizar visitas guiadas.As escolas com poucos alunos devem encerrar?Penso que deveriam continuar a funcionar. É claro que uma escola a funcionar com um ou dois alunos talvez não se justifique. Em Aveiras de Baixo, por exemplo, a escola sempre teve poucos alunos e nunca fechou. É importante que as crianças sejam educadas no seu meio.Já alguma vez pediu o livro de reclamações?Nunca pedi, mas já tive muita vontade, em Coimbra, quando entrei num café e fui muito mal atendido. Acabei por não pedir o livro para não provocar mais confusão. Também percebi que a pessoa era funcionária e poderia arranjar-lhe problemas. Os portugueses são pouco exigentes?Acho que os portugueses são cada vez mais exigentes e penso que os serviços também estão a melhorar. Quando mais o tempo passa, mais as coisas evoluem e nesse aspecto estamos a andar bem.Pretende assistir a um jogo do Euro 2004?Não pretendo assistir a nenhum jogo. Não gosto muito de confusões, apesar de gostar de futebol. Vou de vez em quando assistir a jogos pequenos, mas os jogos grandes tenho tendência para os ver em casa. As pessoas vibram muito com estas coisas e por vezes acontecem coisas menos agradáveis. Se pudesse, para que país viajaria hoje?Tenho pavor de aviões, apesar de nunca ter voado. Tenho vertigens e quanto mais penso em altura pior é. Mas se tivesse de escolher um destino de viagem seria a Grécia. Sempre tive um fascínio por esse país, não sei se por o associar aos primórdios da humanidade...Alguma vez viu um filme português no cinema?Sim e detestei. Chamava-se “Sapatos Pretos” e era interpretado pela Ana Bustorff. Era extremamente monótono e tinha as imagens muito escuras. Confesso que ia com outra ideia.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...