uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Marinhais teve o pássaro na mão mas deixou-o fugir

Marinhais teve o pássaro na mão mas deixou-o fugir

Campeonato Distrital da Primeira Divisão

O Marinhais chegou a ter o pássaro na mão, mas deixou-o fugir nos 15 minutos finais de um jogo que nem sequer chegou a ser dramático. As poucas dezenas de adeptos ainda chegaram a festejar efusivamente numa altura em que a sua equipa vencia e o União de Tomar perdia, mas os festejos foram sol de pouca dura, porque o Amiense acelerou um pouco mais e deu a volta ao jogo, venceu 2-1 e colocou o Marinhais na segunda divisão distrital.

Edição de 19.05.2004 | Desporto
O Amiense foi ganhar por 2-1 a Marinhais e colocou a equipa do concelho de Salvaterra de Magos na Segunda Divisão Distrital. A equipa da casa começou bem o jogo, empurrando os visitantes para junto da sua área, e parecia capaz de chegar à vitória, que lhe dava a manutenção.O seu adversário é que não alinhava em grandes correrias. O Amiense vinha apenas jogar por jogar e isso motivava ainda mais os jogadores do Marinhais, que tentaram por todos os meios chegar até à baliza do Amiense, o que conseguiram com algum perigo.Mas a expulsão do centro-campista Assis, logo aos 15 minutos, condicionou toda a manobra da equipa do sul do distrito. Os dez jogadores que ficaram em campo foram obrigados a um esforço suplementar, que lhes foi fatal na parte final do jogo, acabando por perder e confirmar a sua descida de divisão.O interesse do jogo resumiu-se ao período que mediou entre os 50 e os 90 minutos. Sabendo que o União de Tomar perdia em Benavente, os jogadores do Marinhais, carregaram sobre área do Amiense, e aos 52 minutos, Valdo rematou forte à baliza. Quando a bola ia a entrar na baliza, Mário desviou-a com o braço. Grande penalidade e expulsão do jogador do Amiense.Zé Fernando, encarregado da marcação, não perdoou e fez o 1-0. A equipa comandada por José Nunes acreditou e veio ainda mais para diante, e aos 62 minutos Valdo podia ter resolvido a situação, com um remate forte, que levou a bola a embater na barra da baliza de Jay.Mas o esforço feito para chegar à vitória começou a pesar nas pernas dos jogadores do Marinhais que perderam alguma concentração. Disso se aproveitou o Amiense que fez um pequeno esforço e chegou ao empate. Aos 75 minutos João Santos recebeu um passe longo de costas para a baliza, rodopiou frente ao central e rematou de primeira para o fundo da baliza.Em desespero de causa e já depois de José Nunes ter apostado tudo com as entradas de Alexandre e Amaro, o Amiense enterrou de vez as esperanças do Marinhais. Luís aproveitou da melhor maneira um cruzamento da direita para enviar a bola para o fundo da baliza estabelecendo o resultado final. Uma derrota que colocou decisivamente o Marinhais na segunda divisão distrital.Não houve grandes manifestações de desagrado, nem entre os jogadores, nem entre os adeptos, parecendo que todos já estavam resignados à descida de divisão. Os poucos adeptos do Marinhais que assistiram ao jogo rapidamente saíram, sem recriminações nem apupos para ninguém.José Nunes sai“Não vou continuar no Marinhais. As coisas não correram bem, houve muita coisa que precisava de ser feita e que ficou por fazer. Houve muita política à mistura que dificultou o nosso trabalho. Agora vou reflectir e aguardar contactos, para resolver a minha vida”.“Não foi hoje que descemos de divisão. Pagámos caro um mau início do campeonato, muitos erros e contrariedades porque passámos ao longo de toda a época. Fomos muito prejudicados pelas arbitragens, que em certos jogos parecia que tinham um compromisso para nos derrubarem. Hoje demos tudo o que podíamos, marcámos primeiro, mas o esforço feito na primeira parte, com menos um jogador, foi-nos fatal”.José Nunes treinador do MarinhaisGaivoto Fica“Vou continuar no clube porque quero planear uma época de início. O Amiense é um clube diferente e já estamos a trabalhar para a próxima época. Setenta por cento dos jogadores são dos Amiais e por isso não vai ser difícil colocar as coisas em acção para fazermos uma época ao nível que a vila e o clube merecem”.A forma eficiente como toda a população e dirigentes reagiram à adversidade porque o clube passou, merecia que nós grupo de trabalho fizéssemos um pouco mais. Temos consciência disso, mas isso infelizmente não foi possível. A grande vitória do Amiense nesta época foi a reconstrução do seu complexo desportivo”.Rui Gaivototreinador do Amiense
Marinhais teve o pássaro na mão mas deixou-o fugir

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...