uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Candidatos pela segunda vez

CDU, PS e PSD apostam nos mesmos nomes para as eleições intercalares em Alcanhões
Edição de 19.05.2004 | Política
A história repete-se. Os cabeças de lista à Assembleia de Freguesia de Alcanhões, Santarém, em 2001, voltam a candidatar-se às eleições intercalares marcadas para 27 de Junho. CDU, PS e PSD apostaram nos mesmos candidatos, depois da demissão dos eleitos socialistas e sociais-democratas que deixaram os órgãos autárquicos da freguesia sem quorum. A CDU, que tinha ganho as anteriores eleições, com maioria relativa, voltou a apostar em António Duarte. Em segundo lugar aparece João Mourão da Silva e o terceiro é Carlos Matos. Nas hostes socialistas a aposta também foi na continuidade. O primeiro da lista é Heitor Correia e o segundo é José Cândido, que era o primeiro secretário da assembleia. Luís Claudino surge de seguida e é um estreante. Artur Rabuge assume a liderança pelo PSD, posição que já tinha experimentado em 2001. Joel Carvalho surge no segundo lugar e o terceiro da lista é para Maria Constança Lopes. As eleições intercalares para a Assembleia de Freguesia de Alcanhões foram marcadas depois do executivo ter caído. Os dois eleitos do PSD na assembleia - entre eles a presidente desse órgão autárquico, Lucília Gaspar - demitiram-se no dia 16 de Janeiro. Antes já tinha abandonado o cargo de secretário da junta de freguesia e colega de partido Artur Jorge. Divergências quanto à forma como a junta vinha a ser gerida, em situação de maioria relativa, por António Manuel Duarte, da CDU, motivaram a decisão dos sociais-democratas. Uma posição secundada mais tarde pelos eleitos do PS. Na base das divergências estiveram a “inércia” que se vivia na freguesia e o elevado endividamento da autarquia.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...