uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Procura abaixo das expectativas

Procura abaixo das expectativas

Poucos hotéis da região estão esgotados por influência do Euro 2004
Edição de 26.05.2004 | Economia
A cerca de quinze dias do Euro 2004, os hotéis da região prevêem taxas de ocupação superiores às normais para esta época do ano. Mas apesar de haver quem já tenha esgotado a capacidade, há unidades hoteleiras que ainda estão longe das expectativas. O Corinthia Hotel, em Santarém, já vendeu 100 dos 105 quartos há cerca de um ano à agência de viagens oficial do Euro 2004. Segundo o director geral do hotel, Vítor Cópio, o contrato prevê a recepção de turistas de 11 a 23 de Junho, mas o período pode estender-se. Este é para já um dos hotéis melhor colocados no ranking das taxas de ocupação. Para Vítor Cópio, a excelente procura deve-se ao facto da região se situar num eixo central de três palcos do acontecimento, Lisboa, Leiria e Coimbra. Nesse sentido, defende que Santarém está melhor localizada que Lisboa. Quem também está contente com o movimento é a directora do Quality Inn no Cartaxo. Maria de São José tem a lotação do hotel praticamente esgotada, faltando apenas ocupar um ou dois quartos em alguns dias. Búlgaros, húngaros e espanhóis são os principais clientes. Mais a norte as expectativas não são tão animadoras. No Hotel dos Templários, em Tomar, a direcção espera apenas uma ocupação de 2,2 por cento por influência do Euro 2004. Neste momento, o director da unidade, Vítor Pais, só recebeu a reserva de dois grupos que vão ocupar 20 dos 177 quartos e apenas por um dia. Vítor Pais não está preocupado com a fraca procura, já que o hotel trabalha habitualmente com empresas e à base de reuniões e congressos, o que lhe permite uma taxa de ocupação de 90 por cento durante quase todo o ano. Na mesma linha, está o Hotel Abrantur, no Pego (Abrantes). O seu director, João Gomes, não tem pejo em dizer que o Euro “não é a galinha dos ovos de ouro”. Apanhar as sobras de LisboaPara o director do Hotel Abrantur as unidades hoteleiras da região vão apanhar sobretudo as sobras que Lisboa deita fora. As expectativas podiam ser melhores, refere, se houvesse um centro de estágios no distrito de Santarém. Neste momento, o hotel de Abrantes, com 54 quartos, tem uma reserva para um grupo da República Checa, mas está longe de esgotar a capacidade de alojamento. “Duvido que venhamos a ocupar todos os quartos, até porque alguns espectadores dos jogos viajam em voos charter fazendo a viagem de ida e volta no próprio dia”, sublinha João Gomes. Mais perto de Lisboa, o Hotel Lezíria Parque, em Vila Franca de Xira, só tem registado procura para as noites das datas dos jogos. Nos dias em que não há jogos a procura diminui. Segundo o director do hotel, Jorge Amorim, o tempo de permanência dos turistas é muito curto e em média é de uma noite, no máximo duas. Apesar de considerar que a oportunidade oferecida pelo Euro 2004 é boa, Jorge Amorim considera que não tem qualquer comparação com a Expo 98 que representou bons negócios para o sector. O Lezíria Parque ainda tem algumas datas disponíveis para alojamento. E por opção deixou alguns dos 71 quartos livres para clientes de última hora e clientes habituais do hotel.
Procura abaixo das expectativas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...