uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Marchas animam Forte da Casa

Marchas animam Forte da Casa

Comemorações do dia da vila
Edição de 07.07.2004 | Cultura e Lazer
Na noite do dia 31 de Junho o Forte da Casa vestiu-se de verde e amarelo, as cores da sua bandeira, para festejar o XV aniversário da elevação da freguesia a vila. A marcha popular da localidade desfilou este ano pela primeira vez, e pelo caminho foi conquistando moradores e transeuntes.A ideia da criação da Marcha partiu do grupo de teatro amador Grutaforte, em estreita colaboração com a junta de freguesia local. Para que nada falhasse, os ensaios começaram logo em Fevereiro, altura em que 60 moradores deram corpo a este projecto. Para a concepção dos fatos do desfile as costureiras de serviço inspiraram-se nos trajes da apanha da azeitona, característicos da zona, e nas fardas dos soldados franceses. Recorda-se que a vila deve o seu nome à existência de vestígios de fortificações militares construídas entre 1810 e 1811 afim de fazerem face às invasões francesas. “Forte da Casa amigo, vive alegre e feliz. Todos te amamos terra querida” ouvia-se cantar. A marcha percorreu as principais ruas da vila e desafiou os habitantes para um serão diferente. Centenas de pessoas desceram até às ruas, e outras, das próprias varandas, utilizaram a bandeira de Portugal - destinada a apoiar a selecção nacional - para saudar o desfile. Mas durante os festejos ainda houve tempo para o presidente da junta, António Inácio, distinguir cinco funcio-nários com mais de 10 anos ao serviço na junta de freguesia. A cerimónia passou ainda pela entrega de medalhas de mérito e homenagem a atletas e dirigentes associativos ligados à vila.Catarina, de 10 anos e João Cruz, de 13, são irmãos, praticam karaté e foram ambos distinguidos com uma medalha de mérito pela junta onde residem. Desde tenra idade que praticam esta modalidade no Clube Recreativo e Cultural do Forte da Casa, e este ano conseguiram a proeza de, em mais de 80 concorrentes, passarem todas as provas do campeonato regional, rumo à competição nacional.Já na grande final, Catarina Cruz conseguiu o 3º lugar da sua categoria, ao passo que o irmão chegou ao primeiro lugar. Quanto ao facto de puder compartilhar esta experiência com a irmã, João Cruz não esconde alguma satisfação. “É sempre engraçado, porque apesar de participarmos em escalões diferentes, vamos muitas vezes juntos às competições, e eu aproveito sempre para dar uns conselhos à minha irmã e apoiá-la, porque ela costuma sempre competir primeiro que eu”, explicou. Quanto à distinção, só tem a agradecer. “Fiquei mais motivado, e vou trabalhar para o ano voltar a receber um prémio. Vou colocar esta medalha junto às taças que já conquistei”, disse com orgulho. Durante a cerimónia, foram distinguidos os vencedores do concurso “Varandas Floridas”, promovido pela junta de freguesia. Por ter conseguido dar um toque especial às janelas e varandas da sua casa, as quais enfeitou com floreiras e plantas naturais, Ilda Pires foi a grande vencedora e levou para casa um prémio de 100 euros.O fecho dos festejos do XV aniversário da elevação do Forte da Casa a vila esteve a cargo do grupo “Unidos do Batuque”, da Associação dos Africanos do concelho de Vila Franca de Xira. O espectáculo, protagonizado por 15 elementos do grupo trouxe para a rua as danças tradicionais de Cabo Verde, com os batuques a ditarem o ritmo.
Marchas animam Forte da Casa

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...