uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Centros de emprego com menos procura

Centros de emprego com menos procura

Número de desempregados aumentou 7,4% em Junho mas confirma-se abrandamento
Edição de 07.07.2004 | Economia
O número de desempregados registados nos centros de emprego aumentou 7,4 por cento em Junho face a igual mês do ano anterior, confirmando a tendência de abrandamento verificada a partir de Agosto de 2003.Os dados divulgados terça-feira pelo Ministério da Segurança Social e do Trabalho indicam que desde a segunda metade do ano anterior, o crescimento homólogo do número de desempregados tem vindo a abrandar, depois do “pico” verificado em Julho de 2003, quando atingiu 28,4 por cento.Durante o ano de 2004, o ritmo de crescimento do número de inscrições nos centros de emprego tem vindo sempre a abrandar, com 15,4 por cento em Janeiro, 13,3 por cento em Fevereiro, 11,9 por cento em Março, 9,1 por cento em Abril e 8 por cento em Maio.Quando comparados com o mês anterior, os dados de Junho revelam que o número de desempregados desceu pelo terceiro mês consecutivo, passando dos 452.141, em Maio de 2004, para os 444.684, no final de Junho, o que significa uma redução de 1,6 por cento.Desde Abril que o número de desempregados tem vindo a diminuir, sendo que em Abril desceu 1,9 por cento (face ao mês de Março) e em Maio 2,1 por cento (face ao mês de Abril).Apesar dos dados completos do desemprego registado serem divulgados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) em meados do corrente mês, o Ministério tutelado por António Bagão Félix antecipou os números, revelando que a diminuição do desemprego se verificou em todas as regiões do país.Entre as regiões, destaque para Lisboa e Vale do Tejo que apresentou uma redução do desemprego, ou seja, menos 71 desempregados que em Junho de 2003.Lusa
Centros de emprego com menos procura

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...