uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Estradas nacionais passam para a Câmara do Cartaxo

Edição de 07.07.2004 | Sociedade
A Câmara do Cartaxo está a negociar com o Instituto de Estradas de Portugal (IEP) a transferência de quatro estradas nacionais para a responsabilidade da autarquia. As vias são as que se encontram, no entender do município, em pior estado no concelho. A transferência de responsabilidades inclui uma beneficiação do pavimento. As estradas em causa são a EN 3.2 (Cruz do Campo – Valada), EN 3.3 (Santana – Valada), EN 114.2 (Cartaxo – Setil) e EN 365.2 (Cartaxo- Casais Penedos). Segundo revelou o presidente da câmara, Paulo Caldas (PS), na reunião do executivo de segunda-feira, a transferência inclui como contrapartida um pacote financeiro para o arranjo das estradas. Paulo Caldas não adiantou os montantes em causa, mas referiu que os trabalhos serão financiados em 60 por cento por fundos comunitários e a verba restante pela autarquia. O protocolo de transferência das estradas para a responsabilidade do município deve ser assinado em Setembro ou Outubro. Na mesma reunião, o presidente garantiu que a construção do nó de acesso directo à Auto-Estrada 1 (Lisboa – Porto) deve estar concluída no próximo ano. Defendeu ainda a construção da variante à Estrada Nacional 3, que considera prioritária, não só no troço entre os limites do concelho, mas até à entrada em Santarém. Esta variante está prevista ser construída apenas até à saída do concelho, pelo que Paulo Caldas considera imprescindível a sua continuação até à capital de distrito, atendendo ao elevado tráfego que se regista. O projecto para a construção da variante está a ser elaborado.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...