uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Vila Franca não abre mão dos mouchões

Juntas de Alhandra, Alverca e Póvoa reivindicam posse administrativa das ilhas

A freguesia de Vila Franca de Xira não abre mão da posse administrativa dos três mouchões do Tejo e nem sequer admite negociar com as juntas que reivindicam direitos adquiridos sobre as ilhas.

Edição de 07.07.2004 | Sociedade
A semana passada, os eleitos na Assembleia de Freguesia da Póvoa de Santa Iria defenderem, mais uma vez, a integração na sua freguesia do mouchão da Póvoa. A resposta de Vila Franca de Xira foi imediata com a assembleia a rejeitar por unanimidade dialogar sobre a eventual saída da ilha da sua área territorial. Os autarcas aprovaram ainda a criação de uma comissão para aprofundar a ligação aos mouchões e preservá-los.O presidente da Junta de Vila Franca desvalorizou um argumento utilizado pelas assembleias de freguesia de Alhandra, Alverca e Póvoa para reclamarem a posse dos mouchões. Segundo José Fidalgo Gonçalves (PS), as autarquias defenderam que a transferência das ilhas teria influência nas verbas que recebem da administração central pela sua área total. O mouchão da Póvoa tem cerca de 400 hectares (uma área idêntica a 500 campos de futebol), o mouchão do Lombo do Tejo, que é reclamado por Alhandra e por Alverca, tem cerca de 800 hectares e o de Alhandra, reivindicado pela freguesia com o mesmo nome tem 300 hectares. Segundo o presidente da Junta de Vila Franca, a freguesia recebe apenas 1970 euros anuais pela área do mouchão da Póvoa. Alguns eleitos da Assembleia de Vila Franca insinuaram que possam haver razões “obscuras” para a reivindicação dos seus congéneres da Póvoa, talvez relacionadas com o projecto turístico em estudo para o mouchão. “Não estão em causa os 1970 euros, mas um investimento que uma empresa quer fazer no mouchão. Não é, com certeza, pelos 1970 euros que querem o mouchão”, disse Jorge Pereira (CDU). O autarca frisou que “historicamente, sempre foi Vila Franca que teve ligação aos mouchões através da Lezíria”. A guerra pela posse dos mouchões já existe desde 1926, mas voltou à ordem do dia há três anos, quando eleitos da Póvoa de Santa Iria aprovaram documentos favoráveis á integração do mouchão situado em frente desta cidade. Depois foi Alhandra e mais tarde Alverca a reivindicar a posse administrativa dos mouchões mais próximos das duas localidades.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...