uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
O menino do violão em Santarém

O menino do violão em Santarém

O MIRANTE oferece três CD’s autografados do brasileiro Maurício Mattar
Edição de 14.07.2004 | Cultura e Lazer
O actor, cantor e compositor brasileiro Mauricio Mattar vai realizar uma sessão de autógrafos na quinta-feira, 15 de Julho, às 19h00, no Centro Comercial W Shopping, em Santarém.Os primeiros três leitores a apresentarem o nosso jornal no local da sessão, no primeiro piso do centro comercial, recebem um CD autografado pelo cantor, que lançou em Abril o seu novo álbum intitulado “O Meu Segundo Disco”.O MIRANTE associa-se assim ao Centro Comercial W Shopping numa parceria exclusiva. No local da sessão de autógrafos haverá também um espaço reservado a assinaturas do nosso jornal. O músico Caetano Veloso descreveu Mauricio Mattar como o menino do violão. O garoto que encantou milhares de espectadores com a sua beleza “meio de anjo, meio índio”, saía às vezes com a prancha de surf para “pegar umas ondas”, mas nunca deixava de lado o seu violão. Caetano Veloso diz que Mauricio sempre foi da música. “As pessoas por o terem conhecido como um actor de rosto bonito na televisão pensam que a sua atracção pela canção se deu por mera vaidade diletante. Eu, que o conheci ainda adolescente, sei da autenticidade do seu gosto pela música popular”.O grande senhor da música diz que tudo o que havia de potencialmente bonito no seu namoro com a música está no seu novo disco. “Quem gostar de música brasileira vai encontrar nele uma contribuição genuína”.Para o especialista em televisão, o brasileiro José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, Mauricio Mattar não é apenas mais um actor que tenta cantar, mas um cantor. “Não é nenhum Plácido Domingo. Não tem vozeirão de tenor de cantina, não transforma em discurso desafinado os desencontros amorosos. Ele é um bom intérprete de um repertório adequadamente escolhido. Em tom intimista, coloquial, a sua voz soa como uma discreta e afinada mensagem de alta sensibilidade”.“O pé no chão, o menino índio nos braços de árvore-vida, um diamante bruto que segue se auto-lapidando incessantemente pela estrada da canção”. É assim que o define Jorge Vercilio, outro protagonista da música brasileira.Jorge Vercilio considera que a produção e os arranjos são de bom gosto. O intérprete de forte personalidade traz o seu timbre inconfundível. Afinado, melodioso, incisivo quando tem que ser e suave onde lhe convém.
O menino do violão em Santarém

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...