uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

O serviço radical da TV Cabo

Edição de 13.07.2004 | O Mirante dos Leitores
Gosto muito de ser cliente da TV Cabo. Posso fazer zapping por quarenta e tal canais e cada dia que passa sou surpreendido com inovações. Canais que aparecem; canais que desaparecem; canais que passam a ser codificados; canais que saltitam de um lado para o outro como bichinhos carpinteiros.Já passaram alguns anos e as mexidas não param. Tudo para bem do cliente dizem eles, embora eu pense que estava melhor servido com os canais que tinha no início. Se calhar não estava. Para dizer a verdade, já nem me lembro bem quais eram. A confusão é tanto que eu já me deixei de interessar pelo assunto. Uma outra vantagem dos canais por cabo é o facto de estarem sempre a dar o mesmo. Ando a ver um filme no canal Wollywood há três meses. Noite sim, noite não, lá está ele. Às vezes apanho um bocado que já vi três vezes. Noutras, consigo ver o final. Noutras ainda, vejo umas cenas que presumo serem do início do filme. Divirto-me acreditem. Uma das coisas mais interessantes é o facto de todas as noites da última semana ter apanhado um vídeo-clip da Annastacia sempre no mesmo sítio, embora a horas diferentes. Bingo! Acerto sempre.Sou assinante do serviço clássico mas as constantes mudanças de canais levam-me a pensar que se enganaram e me passaram para a lista de clientes de um serviço ultra-moderno, ou radical. Todos os meses, junto com a factura para pagamento a empresa manda-me uma folha promocional para me convencer a ser assinante de um ou de vários canais codificados. Até agora não me convenceu, por uma simples razão: esquece-se sempre de me informar de todas as condições remetendo-me para um número de telefone. E logo eu que detesto tanto telefonar...Rui Carlos Barata – Entroncamento(Texto enviado através de correio electrónico)

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...