uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Açude da Agolada sem acordo

Câmara de Coruche e proprietário de costas voltadas quanto aos moldes de gestão
Edição de 14.07.2004 | Sociedade
O desentendimento entre a proprietária que explora o Açude da Agolada, em Coruche, e a câmara municipal tarda em estar resolvido. Apesar de ter sido formulado um acordo entre as duas partes com vista a clarificar as normas de gestão daquele espaço turístico e de lazer, o certo é que o assunto continua a correr nos tribunais.No dia 7 de Julho, em sessão de câmara, o documento que contém todas as cláusulas da proposta de acordo entre as duas partes voltou a ser rejeitado pelo executivo. Enquanto a bancada da CDU não concorda com o facto dos munícipes passarem a pagar, a partir de 2007, o estacionamento no local, a maioria socialista defende que a gestão do espaço tem de ser tripartida. Isto é, pertencer ao proprietário, à Câmara Municipal de Coruche e ao Instituto de Conservação da Natureza (ICN). O presidente da Câmara de Coruche, Dionísio Mendes (PS), assegura que a autarquia “não vai renunciar aos poderes de gestão”. “Não se pode pedir, por um lado, ao município que assegure a limpeza e vigilância do açude e, por outro, que deixe de poder participar na sua gestão”, defendeu o presidente de câmara. Já no que diz respeito ao estacionamento de veículos junto ao Açude da Agolada, a situação parece ser mais pacífica para o PS. Segundo o acordo, o pagamento do estacionamento junto ao espaço de lazer só irá acontecer aos sábados, domingos e feriados. Ao ser criado um parque de estacionamento – com vigilância – consegue-se ordenar o trânsito e evitar um amontoado de veículos junto àquele espaço protegido. Além disso, “poderão ser fretados autocarros para transportar as pessoas ao local”, acrescentou o presidente. No entanto, para Dionísio Mendes as hipóteses de diálogo entre a câmara e a proprietária não devem ser postas de lado. Por isso, ficou decidido por unanimidade, na última reunião camarária, propor uma nova reunião com a proprietária do espaço para que se chegue a um entendimento. Recorde-se que o Açude da Agolada recebe, durante todo o Verão, milhares de pessoas ao fim-de-semana. É um local inserido no Guia Turístico Nacional. Daí a preocupação do município em conseguir um acordo que melhor defenda os interesses turísticos do concelho de Coruche. Mário Gonçalves

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...