uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Trabalhadores da Companhia das Lezírias manifestam-se contra a privatização

Edição de 14.07.2004 | Sociedade
Os trabalhadores da Companhia das Lezírias vão manifestar-se contra a privatização da empresa num protesto agendado para sexta-feira, 16 de Julho, às 17h30, em Samora Correia. Os funcionários da empresa escolheram simbolicamente a Praça da República para uma “Tribuna Pública” Será frente ao Palácio do Infantado, que foi sede da Companhia das Lezírias entre 1836 e 1976. A União de Sindicatos de Santarém acusa a administração de ter, “provocatoriamente”, apresentado uma proposta de revisão do acordo colectivo visando a retirada de praticamente todos os direitos que os trabalhadores alcançaram. “É uma afrontosa tentativa de impor a aplicação do famigerado pacote laboral”, escrevem num comunicado. A empresa, que já foi o maior empregador da região com mais de 400 trabalhadores, tem hoje um efectivo que não chega a uma centena de colaboradores e nos últimos meses negociou algumas saídas. Os sindicatos referem que as administrações desmantelaram o “valioso” património da empresa e consideram que a privatização irá destruir uma referência nacional e internacional.A “Tribuna Pública” é uma iniciativa das organizações sindicais afectas à CGTP-IN e conta com o apoio da União de Sindicatos de Santarém. Os sindicatos apelam à participação da população da região na defesa de um património que é de todos.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...