uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Plantel renovado com quinze jogadores novos

Estabilidade está à frente nos objectivos do Fátima para a época 2004/2005

Apesar do sexto lugar conseguido a época passada, o Fátima renovou quase por completo o plantel sénior. Da época passada ficaram apenas quatro jogadores e foi promovido um júnior. Todos os restantes atletas são caras novas no clube, que será orientado pelo campeão mundial de juniores Paulo Torres, ex-treinador do Peniche.

Edição de 21.07.2004 | Desporto
Do plantel que representou a equipa de futebol sénior do Centro Desportivo de Fátima na época de 2003/2004 apenas quatro jogadores continuam no clube para a temporada que se avizinha. São eles Borges, Pimenta, Morgado e Hugo Carvalho. A eles junta-se também o guarda-redes Filipe Marto, que vem dos juniores. Os restantes 15 jogadores que foram apresentados no sábado são todos caras novas no clube.Por isso, e segundo o secretário técnico do clube, Luís Albuquerque, os objectivos do popular clube da terra dos milagres, não são muito ambiciosos. “Apenas queremos garantir uma classificação que nos garanta a estabilidade o mais cedo possível, de modo a ficarmos longe dos lugares de despromoção”.A aposta forte da direcção do Fátima foi para a melhoria das infra-estruturas do Estádio João Paulo II, e durante uma visita guiada às novas instalações, deu para verificar que os vários milhares de euros ali empregues, foram gastos com critério e dotaram o local com novas bancadas com todas as comodidades, balneários modernos e funcionais, posto médico, sede social e também uma secção com quartos para alojar jogadores que vêm de fora e com necessidade de alojamento.Uma outra aposta séria passa pelo incremento do futebol de formação, onde a qualidade e a quantidade vai ser reforçada. O clube vai contar com duas equipas nalgumas dessas camadas jovens e os técnicos vão contar com um maior apoio directivo e estrutural, já que no que respeita a infra-estruturas, a situação só irá melhorar depois da construção do estádio municipal, cujas obras estão a decorrer em bom ritmo.Por tudo isto, o plantel que a equipa técnica comandada por Paulo Torres, coadjuvado por Paulo Ferreira, vai ter à sua disposição é bastante jovem (a média de idades é de 23 anos) e curto - conta apenas com 20 jogadores - mas é sobretudo ambicioso.Aos cinco jogadores que já representavam o Fátima, o guarda-redes Filipe Marto (ex-júnior), os médios Borges e Hugo Carvalho, e os avançados Pimenta e Morgado, juntam-se agora os guarda-redes Pedro Duarte (ex-Pombal) e Nuno Batalha (ex-Bidoeirense). Os defesas Edilson (ex-Peniche), Índio (ex-Marinhense), Miguel Gama (ex-Amora), Esteves (ex-Torreense) e Telmo (ex-Benfica Castelo Branco). Os médios Pira (ex-Benfica de Castelo Branco), Filipe Correia (ex-Torreense) e Fábio Gaúcho (ex-Imortal). Os avançados Antero (ex-Marinhense), Dino (ex-Peniche), Mickael (ex-Alqueidão da Serra), Luís Miguel (ex-Peniche) e Alex (ex-PSPD Indonésia).A equipa começou a treinar a sério na segunda-feira, dia 19, com treinos bi-diários, já tem vários jogos treino programados. A apresentação aos sócios será feita no dia 30 de Julho, às 19h00, num jogo a disputar no Estádio João Paulo II, frente ao novo primodivisionário, Estoril. Antes, no dia 28, faz um jogo treino com o Monsanto, dia 4 de Agosto, joga na Benedita com o Beneditense, no dia 7 de Agosto, recebe o Real, no dia 11, desloca-se a Lisboa para jogar com o Oriental, dia 14 recebe o Casa Pia e no dia 21 de Agosto joga com o Marinhense.Paulo Torres assume projecto com riscos“Formar equipas novasé um desafio aliciante”Paulo Torres é ainda um jovem treinador mas não receia os riscos que corre ao abraçar o comando técnico do Fátima, que este ano apresenta uma equipa jovem e muito diferente daquela que na época passada terminou no sexto lugar da Zona Centro da II Divisão B. “Formar equipas novas é sempre um desafio aliciante”, diz o técnico que já teve de começar quase do zero em Vendas Novas e Peniche e nem por isso se deu mal. Pelo contrário, conseguiu encontrar rapidamente o ponto de equilíbrio e as suas equipas acabaram por fazer excelentes campeonatos.Em relação ao Fátima, Paulo Torres, tem plena consciência que é um plantel curto para o difícil campeonato da segunda divisão B, mas isso não lhe mete medo. “Conheço a maioria dos jogadores. São jovens, ambiciosos e têm grande capacidade de trabalho, por isso não tenho dúvidas de que, se o azar não nos bater com frequência à porta, vamos fazer uma época que vai dignificar o Centro Desportivo de Fátima”, afirma o técnico.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...