uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
O faz e desfaz do Agroespace do Arripiado

O faz e desfaz do Agroespace do Arripiado

As obras de colocação do Agroespace do Arripiado, um espaço desportivo sintético que é montado sobre uma estrutura previamente construída, parecem estar enguiçadas. Depois da obra de construção da estrutura, e quando a empresa fornecedora do equipamento se preparava para o colocar, verificou-se que havia sido usada uma planta errada e foi por isso necessário fazer várias correcções.

Edição de 28.07.2004 | Desporto
O local onde a Câmara Municipal da Chamusca resolveu fazer a sua implantação albergava um acampamento cigano e foi necessário proceder ao seu realojamento, o que levou a alguma demora na concepção da obra.Agora, e segundo o vereador Francisco Matias, um erro dos serviços da autarquia levou a que fosse necessário fazer ligeiras alterações na estrutura. “Não foi nada de muito grave, apenas se registou uma troca de plantas de implantação, que depois obrigou a pequenas alterações”, garantiu o vereador.A Câmara procedeu a dois concursos, um para aquisição do Agroespace e outro para a obra de construção da estrutura. O espaço desportivo comprado obrigava a que os buracos abertos na estrutura, para a colocação das balizas e da vedação, fossem quadrados mas, por engano dos serviços, a planta entregue à empresa construtora era de outro tipo e os buracos eram redondos. “Foi por isso necessário fazer essa rectificação, nada de mais grave se passou. A área é a mesma e o espaço é igual, só as vedações e as balizas são diferentes”, referiu o vereador.
O faz e desfaz do Agroespace do Arripiado

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...