uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Mortes na estrada

Acidentes fazem cinco vítimas nas estradas da região

De sexta a segunda-feira morreram pelo menos cinco pessoas nas estradas da região, em consequência de acidentes de viação. São registos a acrescentar aos números trágicos da sinistralidade rodoviária.

Edição de 28.07.2004 | Sociedade
Um morto e dois feridos sem gravidade foi o resultado de uma colisão frontal ocorrida na segunda-feira, 26 de Julho, ao quilómetro nove do Itinerário Complementar (IC) 10, pouco passava das nove horas. A vítima mortal do acidente foi Virgínia Carvalho, de 57 anos, natural da Raposa, concelho de Almeirim, que seguia com o filho a caminho de Santarém.Tudo se passou cerca de um quilómetro depois do cruzamento para Almeirim e Benfica do Ribatejo, quando a Mitsubishi Space Star em que seguiam não se terá conseguido desviar a tempo de um táxi Mercedes Vito que seguia em sentido contrário e que terá invadido a sua faixa de rodagem.O filho, Miguel Carvalho, 24 anos, que ia realizar um TAC a Santarém e seguia ao volante, terá dado uma guinada para a esquerda para se desviar, o que não foi suficiente para evitar a colisão. Seguiu-se um violento choque, com capotamento das viaturas. Os Bombeiros Voluntários de Almeirim chegaram prontamente ao local. O taxista, residente em Vale de Figueira (Santarém), foi transportado para o Hospital de Santarém e, segundo O MIRANTE apurou, terá fracturado uma perna e sofrido algumas escoriações.Miguel Carvalho foi assistido no local e ainda pôde contar como tudo aconteceu, apesar de ter sofrido alguns ferimentos. A mãe, encarcerada num amontoado de ferro retorcido, não resistiu aos graves ferimentos, chegando já cadáver ao Hospital de Santarém, após uma complicada operação de desencadeamento. Duas viaturas da Brigada de Trânsito de Santarém e uma patrulha da GNR de Almeirim condicionaram o trânsito no local durante cerca de duas horas, permitindo a passagem apenas por uma faixa de rodagem.Dois dias antes, outra colisão entre dois ligeiros causou dois mortos e quatro feridos graves, incluindo duas crianças, na estrada municipal EM 515 que liga Benavente à Barrosa. O acidente aconteceu cerca das 23h45 de sexta-feira, numa curva após o posto de abastecimento de combustível. Na origem do acidente terá estado uma manobra perigosa de um dos condutores que saiu da sua faixa de rodagem e embateu na outra viatura. As vítimas mortais são Maria Helena Gomes Ornelas Inácio, 37 anos e João António Carvalho da Silva, 49 anos, ambos residentes em Benavente.Os feridos graves foram assistidos no local pelos bombeiros de Benavente e Samora Correia e por duas equipas médicas do INEM que acompanharam o transporte dos feridos para os hospitais de Vila Franca de Xira e São José em Lisboa.À hora do fecho desta edição dois dos feridos permaneciam em estado muito grave e com diagnóstico reservado.Ao que o MIRANTE apurou as vítimas mortais e três dos feridos viajavam na mesma viatura e dirigiam-se às festas da Barrosa. O quarto ferido foi o condutor do outro carro que reside em Foros de Salvaterra.No local foi levantada a hipótese de um dos condutores circular com excesso de álcool. A GNR de Benavente confirmou que foram feitos os testes e a análise de alcoolemia aos dois condutores, mas não revelou a quantidade de álcool apurada.O relatório do acidente segue agora para o Ministério Público de Benavente que vai desencadear a investigação das causas do acidente e apurar responsabilidades. No sábado, mais duas pessoas morreram e três ficaram feridas na sequência de uma colisão entre dois veículos ocorrida às 11h40 na auto-estrada do Norte, junto a Castanheira do Ribatejo. Um dos feridos foi retirado do local de helicóptero, o que obrigou ao corte da circulação rodoviária no sentido Sul-Norte que originou uma fila de dois quilómetros. Na sexta-feira registaram-se ainda dois aparatosos acidentes em Santarém que acabaram por provocar apenas ferimentos ligeiros nos condutores dos veículos. Cerca das 14h00, um veículo ligeiro despistou-se na Estrada de São Domingos, galgando o passeio e despenhando-se pelas barreiras que marginam a via. Apesar do aparato, o jovem condutor pouco sofreu para além do susto.Cerca das 18h00, outro veículo ligeiro despistou-se na Circular Urbana D. Luís, mais conhecida por Rua O, junto à área de serviço da Repsol. O automóvel embateu nos lancis e ficou completamente destruído.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...