uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Reorganização de cursos do Politécnico de Tomar

Conselho Consultivo do Ensino Superior dá parecer favorável
Edição de 11.08.2004 | Sociedade
O Conselho Consultivo do Ensino Superior (CCES) emitiu um parecer “unânime e favorável” a alterações na organização dos cursos do Instituto Politécnico de Tomar (IPT). A posição do conselho foi transmitida durante uma reunião, na terça-feira, com a ministra do Ensino Superior, Maria da Graça Carvalho. Este parecer abre a possibilidade de se concretizar uma ideia antiga do reitor do IPT, Pacheco Amorim. A separação dos cursos de Conservação e Restauro, Fotografia e Artes Plásticas da escola de Tecnologias, criando-se assim um pólo autónomo.O parecer do conselho consultivo foi justificado por “não implicar a criação de uma nova escola, mas sim uma reorganização dentro do IPT”. Mais vagas para a saúdeApós a reunião com o CCES, a ministra do Ensino Superior reconheceu a necessidade de aumentar o número de vagas nos cursos da área da Saúde no ano lectivo 2005/06. Maria da Graça Carvalho sublinhou, no entanto, que primeiro é preciso avaliar as reais necessidades do país.Maria da Graça Carvalho informou que “o conselho pediu que se fizesse um levantamento rápido e exaustivo da capacidade instalada e das necessidades de técnicos de saúde e, a partir daí, definir a evolução do ensino na área das tecnologias da saúde e da enfermagem”.Segundo a ministra da Ciência, Inovação e Ensino Superior, os estudos da área da medicina apontam para a necessidade de aumentar o número de vagas durante algum tempo.Na área das tecnologias da saúde e enfermagem, também são necessários mais técnicos, admitiu a ministra, adiantando no entanto que as necessidades serão supridas por aqueles que já estão no sistema de formação.O conselho alertou para a necessidade de “aumentar a oferta na área da saúde em numero de licenciados, mas é necessário estudar em que áreas e como”, tendo em conta “a realidade dos novos hospitais”, acrescentou.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...