uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Samora promove a festa brava e o campino

Festas animam a vila até segunda-feira
Edição de 11.08.2004 | Sociedade
O regresso da picaria à vara larga é a principal novidade das Festas em Honra de Nossa Senhora de Oliveira e Nossa Senhora de Guadalupe que animam Samora Correia de 13 a 16 de Agosto. A picaria será no domingo, 15 de Agosto, às 10h00, no novo recinto, criado pelo Clube Taurino, na margem do rio Almansor, junto ao Pombalinho.O espaço campestre será estreado no sábado com uma prova de condução de jogos de cabrestos e uma prova de perícia de campinos (10h00). O Ribatejo no seu melhor num espaço junto da sede da Associação Recreativa e Cultural Amigos de Samora (Arcas). O pavilhão será inaugurado com pompa e circunstância alguns anos depois de ter entrado em funcionamento.O toiro volta a ser rei no programa das festas que inclui: dois encierros com os toiros das duas corridas nocturnas na sexta e segunda-feira, entradas e largadas de toiros e vacas e uma passagem de toiros sem protecção, na Avenida “O Século”, no sábado às 18h00.Este é o dia dedicado ao campino. Este ano o homenageado será Dionísio Assunção Alexandre, um campino da Companhia das Lezírias que tem sido uma presença habitual nas festas. A homenagem será no sábado às 17h00 com o largo do Calvário cheio de campinos, cavaleiros e ranchos folclóricos.A noite de sábado é dedicada ao folclore, ao fado e à sardinhada com toneladas de sardinha, pão e vinho distribuídos gratuitamente por milhares de visitantes que só vão arredar pé de manhã quando acabar a largada de toiros e vacas.Para que a festa não pare, a organização preparou uma tenda na zona ribeirinha onde haverá animação permanente e muitas bebidas para matar a sede. O nome da tenda da Zona R é sugestivo: “After Hours”.O domingo será o dia religioso das festas com o cortejo de Nossa Senhora de Alcamé (15h30) seguido da procissão com todas as imagens (18h00). Um momento único de silêncio e devoção. À noite Adelaide Ferreira e Luís Filipe Reis prometem animar a Praça da República. E porque este ano a festa termina à segunda-feira, o último dia tem de ser aproveitado até ao fim. Depois da corrida de toiros na praça, há arraial popular, fogo de artifício e uma largada de toiros e vacas até ao romper do sol.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...