uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Castelo de Alcanede às escuras

Projectores foram roubados em Maio e ainda não foram repostos.

Desde Maio que o castelo de Alcanede, monumento nacional, se encontra às escuras sem que alguém resolva a situação. Os projectores foram roubados ou danificados

Edição de 18.08.2004 | Sociedade
O Castelo de Alcanede está às escuras. Dos 14 projectores que o iluminavam no exterior das muralhas, 12 foram roubados e dois estão danificados, há cerca de três meses. A Junta de Freguesia de Alcanede oficiou a Câmara de Santarém sobre a situação em Maio e alertou as autoridades, mas dos projectores não há notícia.Um orçamento realizado estima em cerca de 2.500 euros o custo d a reposição dos projectores e o presidente da junta, Manuel Vieira (PSD), aguarda que o município assuma esse encargo, já que afirma que foi a câmara quem lá os colocou. Para mais quando estão prestes a iniciar-se a Festas de Alcanede, que decorrem de 21 a 23 de Agosto. Manuel Vieira diz que os projectores já deviam ter sido colocados, até porque se aproximam as festas da vila, e aguarda por decisões, mesmo que não sejam tomadas antes do início das festas. “Se a câmara nada fizer terá que ser a junta a resolver o problema”, admitiu o autarca local.Por parte da Câmara de Santarém, a vereadora com o pelouro do património, Idália Moniz (PS), confirmou a O MIRANTE ter recebido a informação da Junta de Alcanede, mas adiantou que não foi a autarquia a colocar os projectores. “Temos efectuado diligências para apurar que entidade foi responsável pela colocação dos projectores mas não sabemos nem a junta de freguesia nos sabe dizer. Sabe-se sim que o castelo é património do Estado a quem cabe zelar pelos seus monumentos e repor a situação em condições de segurança”, revelou.A autarca acrescentou que entidades como a Direcção Geral de Edifícios e Monumentos Nacionais (DGEMN) e o Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR) podem ter uma palavra a dizer na matéria. Não é a primeira vez que há problemas com os projectores do castelo. Há cerca de cinco anos um grupo de indivíduos embriagados danificou grande parte da iluminação. O caso arrasta-se desde Maio e o ex-libris de Alcanede vai continuando às escuras.A escuridão em que o castelo ficou mergulhado ainda se tornou mais notória a partir do momento em que a Igreja Matriz da vila passou a contar com um sistema de iluminação decorativa. Uma iniciativa da comissão fabriqueira local concretizada recentemente.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...