uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Detido alegado homicida do forcado de Almeirim

Edição de 18.08.2004 | Sociedade
O alegado homicida do ajudante de camionista de Almeirim, morto a tiro à porta de casa, foi detido a semana passada. A garantia foi dada pela Polícia Judiciária, que no entanto não informou onde e em que circunstâncias ocorreu a detenção. José Francisco Ezequiel, de 31 anos, também conhecido por “Samarra", foi morto com tiros de caçadeira no domingo, dia 8. Samarra era forcado no grupo do Aposento da Chamusca há mais de 10 anos e preparava-se para ir participar numa corrida de toiros quando foi alvejado. O principal suspeito é um sobrinho da vítima, de 18 anos de idade. Na origem do crime terá estado uma discussão em que a vítima não participou e que desconhecia totalmente. Presume-se que o autor do crime estava escondido atrás de uma palmeira, na avenida 25 de Abril, que cruza com a rua onde morava a vítima, a cerca de 10 metros da habitação.Quando foi atingido, Samarra preparava-se para ir ter com o grupo de forcados que tinha uma actuação marcada para esse dia. O grupo da Chamusca ia pegar numa corrida na Figueira da Foz às 18h00. O cabo dos Forcados do Aposento da Chamusca decidiu, assim que soube a notícia, suspender a actuação. A vítima ainda foi socorrida no local por elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), mas não resistiu aos ferimentos no peito provocados por chumbos que são usados na caça grossa. Samarra chegou ao hospital de Santarém já cadáver.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...