uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Placa dos presos políticos torrejanos sem reparação

Edição de 25.08.2004 | Sociedade
A laje em moca-creme em que foram inscritos os nomes dos presos políticos do concelho de Torres Novas durante a ditadura salazarista não tem reparação. A lápide, descerrada para assinalar os 30 anos do 25 de Abril, foi irremediavelmente partida no início de Agosto, tal como O MIRANTE noticiou na anterior edição.A dimensão, as características da pedra e a forma como foi colocada – semi-encostada a um pedregulho - no Jardim da Liberdade, junto à Escola Prática de Polícia não indiciava grande futuro e cerca de três meses e meio depois ficou feita em cacos. A autoria pertenceu a dois jovens residentes da cidade, que terão sido identificados por uma testemunha ocular.Ainda por cima, a resistência da pedra não era a original porque não se tratava de uma laje, mas de vários bocados colados, única forma das inscrições serem feitas mecanicamente.Por todos estes motivos a placa de homenagem aos torrejanos presos pela Pide terá de ser substituída. A opção vai voltar a ser moca-creme, pedra calcária da serra de Aire, e a diferença deverá incidir na sua colocação para evitar novos actos de vandalismo.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...