uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Exibições de início de época

Exibições de início de época

Quatro golos entre Rio Maior e Riachense não esconderam mau jogo de futebol

Rio Maior e Riachense empataram a duas bolas na jornada inaugural da série D da Terceira Divisão Nacional. Uma partida mal jogada em que foi a formação de Riachos a exibir-se em melhor nível. O Rio Maior teve a vitória nas mãos mas um golo de Luciano, nos descontos, proporcionou a divisão de pontos.

Edição de 01.09.2004 | Desporto
Duas das equipas ribatejanas na série D da Terceira Divisão Nacional defrontaram-se na primeira jornada do campeonato. O favorito Rio Maior recebia o Riachense mas esse estatuto foi apenas teórico. A equipa visitante, comandada por João Henriques, entrou bem na partida e, apesar de jogar contra o forte vento que se fazia sentir, aproximou-se da baliza de Rogério com mais perigo.Num desses lances o árbitro assinalou falta a poucos metros da linha limite da grande área, um pouco descaído para a esquerda do ataque. Na marcação, Hugo Costa efectuou um gesto técnico perfeito com a bola a desfeitear o guarda-redes do Rio Maior, entrando junto à malha lateral esquerda.Estava feito o golo inaugural, ao qual o Rio Maior respondeu com alguns lances de perigo para a baliza de Maltez. Cinco minutos depois do tento inaugural, uma boa jogada individual de Amadeu quase dava em golo, com a bola a rasar a barra da baliza do Riachense, após remate em jeito. No Rio Maior, Semeano (lesionado), deu a vez a Sérgio Mendes e, perto da meia hora de jogo, Travassos subiu no corredor direito e centrou a preceito para Pedro Fonseca, que esteve mal no cabeceamento.O Rio Maior insistia no ataque mas a defesa dos visitantes jogava bem no fora de jogo. E em contra-ataque a formação de Riachos acossava a área adversária. Cláudio, numa recarga que saiu por cima do marco de Rogério (35’) e Tiago, após boa jogada colectiva do Riachense, viu o seu remate ser desviado por um defesa para canto, quase traindo o guarda-redes.Mas o empate acabaria por chegar antes do intervalo. Na sequência de um livre marcado por Travassos junto à linha lateral ninguém chegou à bola que, com a ajuda do vento, se foi anichar junto ao poste esquerdo da baliza de Maltez. Estava-se a cinco minutos do descanso que chegou com o empate a um golo.Com alguma superioridade no final da primeira parte, esperava-se um Rio Maior dominador no reinício da partida. Mas aconteceu o contrário. O Riachense voltou a aparecer personalizado e Hugo Costa pôs Rogério à prova num remate de fora da área.A resposta dos anfitriões só chegou aos 65 minutos quando Pedro Fonseca cabeceou por cima da baliza após centro de Ruas. O lateral direito do Riachense Milú também subiu à área adversária e num centro/remate fez a bola passar bem perto da cruzeta da baliza do Rio Maior.A turma da casa acabaria, no entanto, por chegar à vantagem. Amadeu foi desmarcado no corredor esquerdo, correu até quase à linha de fundo e cruzou para o centro da área do Riachense, onde surgiu Ramalho a fuzilar o desamparado Maltez.O Rio Maior marcava no melhor período do Riachense mas a formação de Riachos acreditou até ao fim. E foi no início dos quatro minutos dados pelo árbitro para os descontos que chegou o prémio.Na sequência de um canto, Luciano saltou mais alto que todos e cabeceou para o fundo das redes provocando protestos entre os jogadores do Rio Maior, que alegavam falta sobre o guarda-redes Rogério.O empate a dois acabou por prevalecer e justifica-se inteiramente, apesar do Riachense ter feito mais pela vitória. No Riachense, Hugo Costa desenvolveu boa parte do jogo atacante mas a restante equipa esteve também em bom plano. Na formação anfitriã Ramalho, Travassos e Amadeu escaparam à desinspiração geral.
Exibições de início de época

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...