uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Paço dos Negros consagrou campeões

Paço dos Negros consagrou campeões

Última prova do nacional de supercross realizou-se no sábado

Hugo Santos e Luís Cardoso, ambos em Honda, venceram as últimas corridas do campeonato nacional de supercross, que se realizaram no sábado à noite em Paço dos Negros, freguesia de Fazendas de Almeirim, reforçando dessa forma os títulos nacionais que já haviam garantido há uma semana.

Edição de 01.09.2004 | Desporto
Com os campeões nacionais conhecidos desde a penúltima prova, a pista de Paço dos Negros, concelho de Almeirim, acolheu no sábado as últimas corridas das várias categorias do campeonato nacional de supercross, que foram presenciadas por perto de três mil visitantes.Nas classes de 250 centímetros cúbicos (cc) e Absoluto, em que Hugo Santos (Honda) já tinha assegurado o título de bi-campeão nacional, Sandro Marcos (Suzuki) garantiu o vice-título, remetendo Paulo Gonçalves (Gás-Gas) para o terceiro lugar.Situação semelhante viveu-se no campeonato de 125cc. Depois de Luís Cardoso (Honda) ter garantido o primeiro título na prova anterior, em Fafe, Ricardo Aires (KTM) superiorizou-se a Frederico Dias (Suzuki) e subiu ao segundo lugar do pódio.Luís Cardoso comandou desde a primeira volta e foi mantendo sempre uma vantagem considerável sobre Ricardo Aires, que para garantir o segundo lugar final do campeonato precisava apenas de ficar à frente de Ricardo Pereira, o que acabou por acontecer.Cardoso completou as 21 voltas do excelente circuito de Paço dos negros em 17m40,1s; deixando Ricardo Aires a 10,1s e Ricardo Pereira a 21,8 segundos. Na classificação final do campeonato de 125cc, Luís Cardoso, que se sagrou campeão nacional desta categoria pela primeira vez, terminou com 29 pontos de avanço sobre Ricardo Aires, segundo, que por sua vez fez mais seis pontos que Frederico Dias, que ficou em terceiro lugar.Em 250cc, Sandro Marcos liderou durante a primeira parte da corrida, mas acabou por ser ultrapassado por Hugo Santos, que aos poucos foi aumentando a sua vantagem, que terminou em pouco mais de seis segundos. Márcio Rocha foi terceiro a 17 segundos. Na classificação final do campeonato, Hugo Santos, bi-campeão nacional, somou 175 pontos, Sandro Marcos ficou no segundo lugar a 22 pontos, e Paulo Gonçalves ocupou o último lugar do pódio, a 30 do piloto da Honda.Na Super-Final, Paulo Gonçalves liderou durante as três primeiras voltas, sendo depois ultrapassado por Sandro Marcos e Hugo Santos, que travaram um aceso despique até quatro voltas do fim, quando Sandro Marcos sofreu uma queda e perdeu bastante tempo. Hugo Santos venceu com 22,5 segundos de vantagem sobre Paulo Gonçalves (segundo) e 23,4 segundos sobre Márcio Rocha. Sandro Marcos terminou no quarto lugar, suficiente, no entanto, para se sagrar vice-campeão a 21 pontos de Hugo Santos na classificação final. Paulo Gonçalves foi o terceiro a escassos dois pontos.Hugo Santos fechou assim o campeonato com chave de ouro. O piloto transmontano, conhecido como “Touro de Chaves” terminou a temporada com seis vitórias no campeonato absoluto e sete na classe de 250cc, feito igualado por Luís Cardoso, que também só perdeu uma prova, embora neste caso a sua missão tenha sido muito facilitada pela lesão do ribatejano Luís Correia, que se lesionou na primeira prova, em Marinhais, e não competiu nas restantes.
Paço dos Negros consagrou campeões

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...