uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Taxa de 0,8 por cento para IMI em Benavente

Edição de 08.09.2004 | Economia
A maioria CDU aprovou a aplicação da taxa de 0,8 por cento para cálculo do Imposto Municipal de Imóveis (IMI) dos prédios urbanos anteriores à entrada em vigor do novo imposto. Para os prédios novos ( com registos posteriores a Dezembro de 2003) a taxa é de 0,5 por cento, a mesma que se aplica nos prédios rústicos. A oposição absteve-se na votação da proposta que segue agora para aprovação na assembleia municipal. A previsão para 2004 (o primeiro ano do novo imposto) apontou para uma cobrança de três milhões de euros, mas no final do primeiro semestre a câmara de Benavente só tinha recebido 1 milhão 168 mil euros (38,4 por cento). Mesmo que se mantenha este nível de cobrança na segunda prestação, a pagar em Setembro, haverá uma quebra significativa. O Imposto Municipal Sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT), imposto que substituiu a Sisa também registou uma quebra. A Câmara tinha previsto receber 2 milhões e 750 mil euros e nos primeiros seis meses de 2004 só recebeu 1 milhão e 216 mil euros.Nova revisão orçamentalA Câmara Municipal de Benavente aprovou na segunda-feira a terceira revisão e a nona alteração do orçamento e das Grandes Opções do Plano. As alterações motivadas pela quebra nas receitas e pela necessidade de alterar algumas dotações, como as referentes às obras na EN 118-1( Benavente-Santo Estêvão) e no Parque Municipal 25 de Abril (Benavente), foram aprovadas pela maioria CDU com três abstenções dos eleitos do PS e do PSD.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...