uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Faena do “matador” de Coruche

Faena do “matador” de Coruche

Coruchense goleou Caxarias (4-0) com um hat-trick de Oliveira

Três golos de Oliveira e um de Valbom deram uma expressiva vitória ao Coruchense sobre o primodivisionário Caxarias. Mas os anfitriões só conseguiram abrir a “lata” em cima do intervalo. O Caxarias revelou-se uma equipa limitada em termos atacantes mas também se foi desmoronando na defesa com o passar dos minutos.

Edição de 15.09.2004 | Desporto
Apontada como uma das equipas com capacidade para lutar pelos lugares cimeiros da Primeira Divisão Distrital, o Coruchense fez jus a esse estatuto e goleou o Caxarias por 4-0 no encontro inaugural da prova. O ponta de lança brasileiro Oliveira esteve em grande destaque, rubricando três dos quatro golos da partida, um deles num espectacular pontapé de bicicleta.Por seu lado, o estreante Caxarias tentou fazer uma partida segura, enervando bastante os anfitriões, mas um golo em cima do intervalo estragou tudo. O começo de partida foi excelente e parecia indiciar um jogo aberto. Logo no primeiro minuto, Frade falhou incrivelmente o golo no segundo poste, após a marcação de um canto enquanto Nelsito, na jogada seguinte, fez a bola passar bem perto do poste da baliza de Arromba. Mas foi sol de pouca dura e o jogo entrou numa toada morna.O Coruchense dominava mas só a espaços chegava com verdadeiro perigo à baliza de Miguel. Rubenilson, aos 17 minutos, rematou de fora da área para defesa apertada do guarda-redes. Perto da meia hora foi Valbom a atirar ao lado depois de alguma confusão na área, que Carlitos respondeu pouco depois, através de livre directo, com a bola a passar perto da barra da baliza do Coruchense. A partir daqui a formação de João Mourinha acelerou o ritmo de jogo e as oportunidades de golo foram surgindo naturalmente.Primeiro, Lino rematou à figura de Miguel, após assistência de Frade na esquerda, enquanto Rubenilson chegou a colocar a bola no fundo das redes do Caxarias, mas o árbitro auxiliar assinalou fora de jogo.A vantagem para os da casa chegou um minuto antes do descanso. Oliveira, sempre no sítio certo, viu como uma bola sobrou para si e, à segunda tentativa, bateu Miguel para o 1-0.No segundo tempo, os visitantes procuraram reagir e acercar-se mais da área de Arromba mas o melhor que conseguiram foi novo disparo de livre de Carlitos que o guardião defendeu com atenção. Já antes, Valbom tinha feito pontaria à barra da baliza de Miguel, de fora da área.O 2-0 chegou através de uma bola parada. No seguimento de um canto, Tavares cabeceou à barra e, na recarga, Oliveira de costas para a baliza, efectuou um espectacular pontapé de bicicleta que deixou Miguel “pregado” ao chão. Um tento só possível para grandes jogadores.Três minutos depois (70’) Oliveira voltou a fazer mossa, correspondendo com um cabeceamento certeiro a um livre cobrado por Rubenilson, para o 3-0. Resultado que foi avolumado por Valbom, a 12 minutos dos 90, com um forte remate de fora da área, sem hipóteses para Miguel.Até final o Coruchense desperdiçou, por intermédio de Tiago António, três hipóteses de avolumar ainda mais o resultado, que se manteve até ao apito final.Oliveira, pelo hat-trick conseguido foi, sem dúvida o homem do jogo. Mas foi bem acompanhado por Valbom e Rubenilson. Por parte do Caxarias, Carlitos foi dos mais inconformados e Miguel, apesar dos golos sofridos, evitou ainda mais alguns dissabores à sua equipa.O árbitro realizou um bom trabalho em termos técnicos, deixando jogar, havendo apenas a dúvida quanto à posição de Rubenilson no golo anulado e, à de Oliveira, no primeiro golo do jogo.
Faena do “matador” de Coruche

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...