uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Sete mil casas para férias e segunda habitação

Sete mil casas para férias e segunda habitação

Aldeamento turístico em Boquilobo
Edição de 15.09.2004 | Economia
O investimento espanhol de cerca de 900 milhões de euros a concretizar em Boquilobo, freguesia da Brogueira, em Torres Novas, é um dado assente. Os terrenos já estão negociados e prevê-se para breve a assinatura de um protocolo entre o grupo espanhol da região de Valladolid e a Câmara Municipal de Torres Novas.O novo aldeamento, que ocupará uma área de 100 hectares, contempla a construção de sete mil habitações em torno de um campo de golfe e de outras áreas de lazer. Segundo as previsões, a obra deverá estar concluído dentro de 10 anos e mudará por completo aquela zona do município torrejano, a dois passos da reserva ecológica do Paul de Boquilobo .O grupo espanhol que dinamiza este grande projecto - o orçamento estimado quase quadruplica o valor do investimento previsto para o distrito de Santarém até 2013 - conta com a colaboração de empresários portugueses e da zona da Galiza. A empresa PTN – Pré-esforçados Castelo, instalada em Torres Novas, veio da cidade galega de Vigo e poderá estar relacionada com o projecto.As moradias são segundas habitações ou de férias e são primordialmente dirigidas para atrair clientes do norte da Europa. O aldeamento é de luxo, bem como as zonas de lazer, e ficará situado entre Boquilobo e a Quinta de Caniços.Tal como O MIRANTE noticiou na edição de 2 de Setembro, os empresários visitaram primeiro a freguesia de Olaia, também no concelho de Torres Novas, mas acabaram por optar por Boquilobo, na freguesia da Brogueira. O principal motivo da escolha residiu no facto de haver menos proprietários envolvidos nas negociações. Em Olaia a propriedade estava mais dividida, enquanto em Boquilobo um único proprietário possui a maioria da área necessária ao investimento.
Sete mil casas para férias e segunda habitação

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...