uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Barreiro escondeu o jogo

PSD acusa presidente da Câmara de Santarém de arrogância e de recusar informações ao executivo

O presidente da Câmara de Santarém omitiu informações ao executivo sobre o seu envolvimento na criação de uma equipa profissional de basquetebol na cidade. O PSD acusa-o de arrogância e de egocentrismo.

Edição de 15.09.2004 | Política
O vereador do PSD na Câmara de Santarém, Ramiro Matos, considera “arrogante” e “egocêntrica” a atitude do presidente da autarquia, o socialista Rui Barreiro, que terá omitido informações ao executivo sobre o seu envolvimento enquanto autarca no projecto profissional do Santarém Basket.Na reunião do executivo de 6 de Setembro, Ramiro Matos perguntou a Rui Barreiro se estava dentro do assunto e qual era a ligação da câmara ao projecto, mas o presidente do município nunca abriu o jogo. Referiu apenas que sabia da intenção de se criar uma equipa masculina na cidade para disputar a Liga Profissional de Basquetebol – o que já tinha sido noticiado há algumas semanas - e que não estava definido o possível apoio a dar pela autarquia. Mas a realidade veio demonstrar, 48 horas depois, que Rui Barreiro não disse mais porque não quis. Perante a surpresa do vereador do PSD que levantara a questão, no dia 8 o salão nobre dos paços do concelho foi o palco escolhido para a apresentação de equipa, técnicos e patrocinadores. Por inicia-tiva do líder da autarquia, sem vereadores convidados. E pelas palavras proferidas na altura pelo presidente do Santarém Basket ficou a saber-se que o envolvimento de Rui Barreiro foi bem maior do que o que transpareceu das suas evasivas respostas ao vereador da oposição.O presidente do Santarém Basket, Fernando Gaspar, apontou o presidente da câmara como “o grande responsável pelo incentivo e suporte grande na negociação e busca de patrocínios”. A própria nota de imprensa emitida pela Câmara de Santarém reforça esse facto ao mencionar: “Fernando Gaspar agradeceu ainda à autarquia pelo incentivo dado em busca de patrocínios, como também o apoio dado directamente ao clube”.Perante sinais tão evidentes do envolvimento do presidente da câmara no processo que conduziu à criação da equipa, Ramiro Matos, em declarações a O MIRANTE, acusa Rui Barreiro de omitir informações aos seus pares e de cultivar uma postura de “arrogância política”. “Isto significa que o presidente da Câmara de Santarém continua com atitudes egocêntricas e sonega constantemente informação aos vereadores”, disse Ramiro Matos, que participou nessa reunião do executivo em substituição do vereador Soares Cruz. “Ou o senhor presidente é do tipo Abramovich e quer o clube só para ele ou quer ver o seu nome nas camisolas”, ironizou o político social-democrata, considerando que Barreiro gosta de brilhar sozinho quando as coisas correm bem e de alijar ou dividir responsabilidades quando as coisas correm mal. Quanto à ausência de convites para a cerimónia de apresentação da equipa, nos paços do concelho, Ramiro Matos diz que “não é um caso pontual”. “Mas neste caso ainda nos deixa mais melindrados quando teve a possibilidade, na segunda-feira, de dizer que dois dias depois seria apresentada a equipa. Não acredito que o presidente não soubesse”.Apesar de condenar com veemência a atitude do presidente da câmara, o político do PSD garante que não será o seu partido a inviabilizar o apoio ao projecto de basquetebol profissional, até porque a modalidade tem algumas tradições no concelho. “A decisão sobre o apoio nunca poderá ter um carácter vingativo. É um projecto importante que não merecia ter sido tratado desta forma pelo presidente. Queremos felicitar os seus promotores apesar de não conhecermos os contornos do projecto”.O MIRANTE contactou, via fax, o presidente da Câmara de Santarém, para obter a sua posição sobre o assunto, mas Rui Barreiro não respondeu até ao fecho desta edição.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...