uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Câmara defende ponte militar provisória

Edição de 15.09.2004 | Sociedade
O presidente da Câmara de Santarém, Rui Barreiro (PS), defende a construção de uma ponte militar que faça circular o trânsito automóvel durante os seis meses de obras que estão previstos para a reabilitação e consolidação da Ponte Asseca. “Devem ser equacionadas obras recorrendo à engenharia militar com carácter provisório que aliviem os transtornos causados à população. Por outro lado, a construção da variante Santarém-Cartaxo não é considerada prioritária pelo IEP, fazendo com que esta zona continue a ser um ponto negro. Não há alargamento da ponte e o trânsito pesado vai continuar a causar problemas”, explicou Rui Barreiro.Uma preocupação que aumenta com o início do ano lectivo, a aproximação do Inverno e o condicionamento da actividade económica de muitas empresas que operam entre Azambuja e Santarém, que se vêem forçadas a utilizar a auto-estrada.O edil de Santarém referiu ainda, na conferência de imprensa realizada na manhã de segunda-feira, junto à Ponte da Asseca, que a cidade começa a não ter acessos em condições, recordando que também a ligação a Alcanede está condicionada há vários meses. Em seu entender, uma situação que exemplifica a falta de investimento do IEP no concelho.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...