uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Comboio trucidou mais duas pessoas em Vila Franca

Comboio trucidou mais duas pessoas em Vila Franca

A passagem mortal junto à estação fez sete vítimas este ano

A passagem de nível junto da estação da CP em Vila Franca continua a fazer vítimas. Em menos de onze horas uma idosa e um homem de 43 anos foram trucidados por comboios rápidos. O local está bem sinalizado, mas os descuidos já custaram a vida a sete pessoas em 2004.

Edição de 15.09.2004 | Sociedade
Uma mulher com mais de 80 anos foi colhida mortalmente por um comboio na passagem de nível junto à estação de Vila Franca de Xira. A tragédia deu-se minutos depois das 9h00 de segunda-feira, 13 de Setembro. Menos de onze horas antes, no domingo às 22h30, ali bem perto, o corpo de um homem com 43 anos foi trucidado por outro comboio rápido.O MIRANTE apurou que já morreram sete pessoas naquele local em 2004, seis delas desde Março, sem que fossem reforçadas as medidas de segurança. Os populares estão indignados e apontam o dedo à Refer e à câmara. A câmara continua a exigir medidas da Refer e a presidente prometeu debater o assunto e propor uma posição na reunião de quarta-feira. A empresa responsável pela gestão da rede ferroviária garantiu que quer acabar com todas as passagens de nível inseguras e anunciou que vai encerrar esta passagem perigosa, “logo que seja possível”.A Refer lamentou as tragédias, mas sublinhou que quase todos os acidentes resultam de distracções ou descuidos das vítimas porque a passagem de nível está sinalizada com avisos sonoros e luminosos.No local, os comboios circulam a 120 km/hora, velocidade autorizada no sentido Sul-Norte, desde Dezembro de 2002, após a realização de obras para aumentar a segurança da circulação. Os trabalhos não permitiram corrigir uma curva a Sul da estação que retira a visibilidade aos peões e faz com que se apercebam tardiamente da proximidade do comboio. No sentido contrário a velocidade máxima são 80 Km/hora e a visibilidade é bem melhor. Como o MIRANTE alertou na edição de 1 de Julho, a maioria dos peões cansa-se de esperar e não respeita os sinais arriscando a vida. Antes de entrar na plataforma que atravessa a linha, nos dois lados, existem barreiras de ferro que impedem o acesso directo.Testemunhas do acidente que na segunda-feira, vitimou a idosa, residente em Vila Franca de Xira, referiram ao nosso jornal que a idosa atravessou a linha com vários sacos nas mãos e com grande descontracção. Quando se apercebeu da proximidade do alfa-pendular-que segundo testemunhas, circulava a cerca de 100 km/hora-acelerou a marcha, mas não conseguiu andar o suficiente porque tinha dificuldades de locomoção. “A velhota foi apanhada de lado, caiu e bateu com a cabeça nos carris”, disse Rui Alves. Os Bombeiros Voluntários de Vila Franca de Xira chegaram rapidamente ao local, mas não conseguiram evitar a morte confirmada minutos depois por um médico.No acidente da noite de domingo, a vítima foi um ucraniano residente na zona de Vila Franca de Xira que foi colhido por um comboio rápido explorado por uma empresa espanhola. Um amigo declarou às autoridades que o homem terá tido um descuido que foi fatal e desmentiu a hipótese de suicídio avançada por alguns populares no local. Segundo uma fonte oficial, o corpo ficou “num estado impressionante”. Perigo continuaOs acidentes verificados nos últimos seis meses provocaram sete mortos, na maioria idosos com dificuldades de locomoção, visão ou audição. Mas a passagem de nível continua a ser utilizada todos os dias por centenas de pessoas, incluindo crianças e idosos que fazem a ligação entre a cidade e o Jardim Municipal Constantino Palha. Do outro lado da linha está o pavilhão gimnodesportivo, frequentado por milhares de atletas, um espaço de lazer e o bairro dos avieiros onde vivem cerca de 50 famílias. Nas imediações existe ainda um parque de estacionamento utilizado por centenas de pessoas que se deslocam a pé para o centro da cidade e têm de utilizar uma das duas passagens de nível junto da estação.A PSP apelou aos peões que utilizam as passagens para redobrarem a atenção e respeitarem a sinalização existente.Nelson Silva Lopes
Comboio trucidou mais duas pessoas em Vila Franca

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...