uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Foi à pesca e desapareceu

Foi à pesca e desapareceu

Presume-se que tenha caído ao Tejo na Ribeira de Santarém

Não se sabe muito bem o que aconteceu a João Augusto Coelho, que na segunda-feira foi dado como desaparecido. Presume-se que o homem, residente na Ribeira de Santarém, tenha caído ao Tejo quando estava a pescar.

Edição de 15.09.2004 | Sociedade
O homem que desapareceu esta semana, presumindo-se que tenha caído ao Tejo na zona da Ribeira de Santarém, ainda não tinha sido encontrado na terça-feira, à hora de fecho desta edição. João Augusto Coelho, natural daquela localidade do concelho de Santarém e funcionário da delegação de Santarém da Direcção Regional do Ambiente, foi dado como desaparecido na segunda-feira. Presume-se que o homem de 48 anos tenha caído ao rio eventualmente devido a uma indisposição. A sua tia, Cesarina Coelho, que acompanhava as buscas dos bombeiros na terça-feira, disse a O MIRANTE que ouviu algumas pessoas dizer que ele não andava a sentir-se bem de saúde. Só assim se explica que ele se possa ter afogado no Tejo, já que era um exímio nadador. Não se sabe a que horas João Augusto Coelho, solteiro e a residir sozinho numa casa da Ribeira, terá desaparecido. “Na segunda-feira de manhã demos pela falta dele, mas julgamos que ele tenha caído ao rio no domingo quando se encontrava à pesca”, aventou Cesarina Coelho. As autoridades não falam para já em afogamento, uma vez que ninguém viu o funcionário dos antigos serviços da Hidráulica do Tejo cair na água. As únicas pistas válidas são as canas de pesca, um chapéu e um maço de tabaco deixado na margem do rio na zona onde opera uma empresa de extracção de areia.Cesarina Coelho contou que o seu sobrinho conhecia muito bem o rio, já que nasceu à borda de água e era habitual pescar naquela zona. A mesma fonte acrescentou que há uma semana que não o via pela Ribeira de Santarém. As buscas começaram na segunda-feira, com a utilização de duas embarcações e mergulhadores dos Bombeiros Municipais de Santarém. Na tarde de terça-feira foi também usado um helicóptero do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC) para efectuar buscas aéreas na zona.
Foi à pesca e desapareceu

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...