uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Águia de rapina

Santarém perdeu com o Benfica por 42 pontos no jogo de apresentação
Edição de 22.09.2004 | Desporto
O jogo de apresentação da equipa masculina do Santarém Basket que este ano se vai estrear na Liga TMN, a divisão mais importante do basquetebol nacional, ficou marcado por uma derrota esmagadora (89-47) frente ao Sport Lisboa e Benfica, equipa que este ano se assume mais uma vez como candidata aos primeiros lugares.A equipa ribatejana, que tinha ainda poucos dias de treino, nunca se encontrou frente a um Benfica renovado em qualidade e com outro ritmo competitivo. O desnível começou logo no primeiro período, que os encarnados dominaram por claros 19-10.O Santarém Basket respondeu no segundo período, conseguindo um parcial de 12-11, equilibrando mais um pouco o jogo. Os oito pontos de diferença ao intervalo (22-30), até deixavam algumas perspectivas para o segundo tempo.Mas o terceiro período voltou a ser negro para a equipa orientada por José Monteiro. O Benfica entrou com uma defesa agressiva a todo o campo e a equipa de Santarém raramente conseguiu converter em jogo corrido. O terceiro período terminou com o marcador a assinalar 36-69 (33 pontos de diferença) e os últimos dez minutos não foram melhores, com os encarnados a aumentarem a vantagem para 42 pontos (47-89). A equipa de Santarém denotou clara falta de entrosamento, o que é compreensível nesta fase da época, a maior parte dos jogadores apenas fez dois ou três treinos de conjunto e houve mesmo quem se estreasse naquele jogo, caso de Gabe Martin, um americano de 23 anos e 1.94 metros, que alinhava na Universidade de Liberty, que provou ser reforço de peso pois marcou 12 pontos, cotando-se como o melhor marcador da equipa. No final do jogo, o treinador do Santarém, José Monteiro, reconheceu que a equipa fez uma segunda parte muito má, que não teve nada a ver com a primeira, situação que considerou “natural” porque a equipa está com pouco tempo de preparação e os jogadores estrangeiros tinham chegado no dia anterior. “Gostaria de pensar que o que fizemos na primeira parte se aproximasse com aquilo que vamos produzir no futuro”, concluiu.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...