uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Inundações desesperam moradores de Aveiras de Cima

Munícipes exigem solução rápida da câmara
Edição de 22.09.2004 | Sociedade
Os moradores de Aveiras de Cima exigem à Câmara Municipal de Azambuja uma solução rápida para o problema da drenagem das águas pluviais que provoca inundações nas habitações da freguesia sempre que chove.Dezenas de moradores das zonas mais problemáticas da vila aproveitaram a reunião de câmara descentralizada, que se realizou na tarde de quinta-feira, na sede da Junta de Freguesia de Aveiras de Cima, para mostrar ao executivo que não é possível esperar mais por uma solução.“Há vários anos que a nossa rua é inundada e nunca nada foi feito. Vamos ter mais um Inverno a tirar água de casa? Se a câmara não actuar rapidamente partimos para tribunal”, desabafa Florbela Afonso, familiar de moradores da Rua de São Martinho, uma das artérias que mais sofre com a deficiente drenagem das águas da chuva.Na Rua António Amaro dos Santos o panorama não é muito diferente. “A água entra para as nossas casas porque as redes já têm mais de 20 anos. Têm que resolver o problema urgentemente”, apela um dos moradores.Na Rua Almeida Grandella, a artéria principal de Aveiras de Cima, a situação agravou-se no último ano com a elevação e alcatroamento da estrada. A maioria das casas está abaixo do nível da estrada, o que significa que sempre que chove as águas escoam para dentro das habitações e lojas.“Durante seis meses entrámos de botins dentro de casa por causa da água. Sempre que chove formam-se lençóis de água em frente à nossa casa, à saída de Aveiras. A obra teve um projectista e um executante e alguém tem que ser responsabilizado”, contesta Susana Piteira.O presidente da Câmara Municipal de Azambuja, Joaquim Ramos, explica que a estrada ainda está dentro do prazo de garantia e adianta que no último ano já foram feitas várias correcções.Joaquim Ramos admite que a freguesia precisa de uma rede nova de drenagem das águas. O autarca garante que o projecto já está elaborado pela empresa Hidroprojecto e deverá ser concluído até ao final do ano. “O problema da drenagem em Aveiras de Cima não se resolve com remendos, mas com uma intervenção global”, assegura.A vereadora do PSD, Conceição Maurício, quis saber se a obra será uma das prioridades da Empresa Municipal de Infra-estruturas de Azambuja, mas o autarca recusou-se a adiantar quando é que a intervenção será concretizada.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...