uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Pescador apareceu morto

Pescador apareceu morto

Corpo de João Coelho descoberto no Tejo Após três dias de buscas
Edição de 22.09.2004 | Sociedade
O corpo do funcionário dos serviços do Ministério do Ambiente de Santarém que desapareceu quando se encontrava a pescar na Ribeira de Santarém, foi encontrado na quarta-feira, dia 15, no Tejo, na zona das Caneiras. João Augusto Coelho, natural da Ribeira de Santarém, era procurado desde segunda-feira, presumindo-se que tenha caído ao rio no domingo. Quem descobriu o cadáver, a jusante da aldeia piscatória das Caneiras, na periferia de Santarém, foram os pescadores que ajudavam os bombeiros nas buscas. Nesse grupo encontrava-se um primo da vítima. João Coelho estava preso nuns paus espetados no leito do rio. Segundo o responsável pelo gabinete municipal de protecção civil, Pedro Carvalho, as buscas foram bastante difíceis devido à instabilidade do Tejo, com constantes mudanças de corrente. As várias subidas e descidas do caudal durante os três dias também tiveram influência nas operações. O trabalho dos quatro mergulhadores dos Bombeiros Municipais de Santarém foram afectados pela reduzida visibilidade dentro de água. Em algumas alturas, confirmou Pedro Carvalho, “não se via rigorosamente nada”. Para além destes elementos estiveram evolvidos meios dos Voluntários de Santarém e Municipais do Cartaxo. Na altura em que o corpo foi descoberto tinham acabado de chegar cães da GNR para fazerem uma batida nas margens do rio. Antes, na terça-feira, tinha sido usado um helicóptero do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil.As razões que levaram ao trágico desfecho não estão completamente apuradas. Presume-se que o funcionário dos antigos serviços da Hidráulica do Tejo, solteiro, de 48 anos, tenha caído ao Tejo quando estava à pesca na margem do rio, perto da zona de extracção de areias da Ribeira de Santarém. Calcula-se também que o acidente tenha acontecido devido a uma indisposição. João Augusto Coelho era um exímio nadador e conhecia muito bem o rio, segundo alguns populares. O alerta do seu desaparecimento foi dado na segunda-feira, mas há pistas que indicam que o acidente tenha ocorrido na tarde de domingo.
Pescador apareceu morto

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...